Regina Duarte recua e retira colagem após ser criticada por artistas por associá-los a Bolsonaro

***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 25.11.2019: A atriz Regina Duarte, na Cinemateca, em São Paulo. (Foto: Jardiel Carvalho/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Regina Duarte decidiu retirar na tarde deste sábado (1°) uma segunda colagem com o retrato de artistas que estariam apoiando sua gestão na secretaria da Cultura do governo federal. A decisão foi tomada depois de a atriz ser acusada por parte da classe artística de associá-los como apoiadores de Bolsonaro.

"Vou tirar o post com artistas porque agora é Maitê pedindo para sair. Meu desejo de pacificar, de Unificar a classe artística já mostra que a resistência ideológica vai bater forte e tentar impedir que a polarização reinante possa ser vencida. Vou, no entanto, lutando para que a Cultura do nosso do país possa estar acima de ideologias e partidos", publicou a atriz, em seu perfil no Instagram. 

Carolina Ferraz foi uma das primeiras atrizes a se manifestar publicamente que estava descontente por ter sua imagem associada a Jair Bolsonaro. Na sexta (31), a atriz deu uma bronca em Regina Duarte por uso político de sua imagem, e pediu que a imagem dela foi retirada de uma colagem com o retrato de artistas que estariam apoiando seu ingresso no governo. 

"Regina não imaginei que você fosse colocar minha foto ou a foto de qualquer um, né, colega nosso, sem até comentar ou pedir autorização da gente, né.  Realmente, torço para que você consiga exercer e fazer a diferença em um governo que desprestigia tanto a classe artística, que persegue tanto a classe artística", disse Ferraz, em áudio divulgado via WhatsApp. 

"Você, sendo uma artista que eu conheço há mais de 30 anos, espero que você faça a diferença. Mas eu não quero ser usada como alguém que está ali no seu Instagram, porque dá a entender que eu apoio o governo Bolsonaro e eu não apoio, Regina. Eu nunca aprovei e nunca compactuei com esse governo e inclusive não votei no Bolsonaro."

Maitê Proença também foi outra artista a se manifestar contrária a publicação da imagem dela. "Também não gostei de ter sido usada em uma montagem que dá a entender o apoio a um governo que não aprovo. Que fique claro. Não aprovo este governo, mas apoiarei até à morte o direito de quem pensa diferente de mim", escreveu a atriz, na própria publicação. 

Assim que Regina Duarte retirou a imagem e colocou uma nova mensagem no lugar, Proença foi uma das primeiras a comentar e a agradecer a decisão de Regina de remover a segunda colagem. "Melhor assim Regina querida. Sem abusar do carinho que tenho, e do apoio que lhe ofereci desde o princípio. Não penso como você, mas defendo até a morte o seu direito de pensar como quiser! E continuo torcendo forte por você na Cultura."

Além de Carolina Ferraz e Maitê Proença, Luiz Fernando Guimarães,  Carla Daniel e Ary Fontoura também haviam pedido para que foram retirados da colagem de Regina. "Oi querida, houve um mal-entendido quando a parabenizei pelo novo projeto, pois conheço sua garra e confio que fará um belo trabalho. Porém não apoio, e nem concordo com o governo atual, e gostaria que também retirasse minha imagem dessas postagens, que foi veiculada sem minha autorização. Boa Sorte, e agradeço a compreensão", disse o ator.

"Regina vamos deixar claro uma coisa. Apoiei a sua coragem e seu amor a cultura e só. Não compactuo com esse governo e nem com o anterior. Bjos", escreveu a atriz Carla Daniel. "Não apoio, minha página apenas para divertir quem me segue. Abraços", escreveu Ary Fontoura. 

Regina Duarte está assumindo o comando da Secretaria Especial da Cultura, após a queda do dramaturgo Roberto Alvim, demitido por ter copiado frases do nazista Joseph Goebbels em um pronunciamento oficial.