Regina Duarte exalta Bolsonaro durante protestos golpistas em Brasília

***ARQUIVO***BRASÍLIA, DF, 04.03.2020 - A atriz Regina Duarte, que foi secretaria de Cultura no governo Bolsonaro. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)
***ARQUIVO***BRASÍLIA, DF, 04.03.2020 - A atriz Regina Duarte, que foi secretaria de Cultura no governo Bolsonaro. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Logo no início das manifestações golpistas em Brasília, a atriz Regina Duarte resolveu compartilhar um vídeo no qual exaltava o agora ex-presidente, Jair Bolsonaro (PL). Nele, mostrou uma passagem do político pelos Estados Unidos e o carinho recebido por apoiadores. "Se continuar desse jeito, Bolsonaro vai acabar sendo presidente dos EUA, e a gente é que perde", dizia a legenda.

Regina ainda escreveu ser preciso calma. "Ele pode ter parecido maluco, mas sempre lutou pelas quatro linhas. A Constituição o deterá. Sempre", emendou.

Com isso, muita gente resolveu criticar a postagem de Regina que aconteceu praticamente na mesma hora em que esquentavam os atos de golpistas que entraram na Esplanada dos Ministérios, invadiam o Palácio do Planalto, o Congresso e o STF (Supremo Tribunal Federal), espalhavam atos de vandalismo em Brasília e entravam em confronto com a Polícia Militar.

"Você não pode estar falando sério, Regina! Apoiar vandalismo é o mesmo que se juntar a eles. Destruir patrimônio público é crime. Que vergonha por você", publicou o perfil de Márcia Elizei. "Credo, defendendo a violência? O que está escrito na nossa bandeira? Ordem. Como querer um Brasil melhor com todo esse vandalismo?", escreveu o perfil Marli_libras. Já as primeiras mensagens da postagem eram de apoiadores do ex-presidente que demonstravam devoção a ele.

Ao contrário de Regina, artistas se manifestaram contra as invasões. Nas redes sociais, artistas como Marcelo D2, Silva, Bruno Gagliasso, Cleo, Ingrid Guimarães, Lucas Silveira e Rennan da Penha manifestaram indignação em relação aos atos. Outras celebridades, como Gil do Vigor e Felipe Neto, também se posicionaram

Já o podcaster Monark resolveu dizer que sente simpatia pelas pessoas que levaram vandalismo ao local.