Regina Duarte deixa Secretaria de Cultura do governo e assumirá Cinemateca em SP

Por Eduardo Simões
.

Por Eduardo Simões

SÃO PAULO (Reuters) - A atriz Regina Duarte deixou o comando da Secretaria de Cultura do governo do presidente Jair Bolsonaro e assumirá a Cinemateca de São Paulo, anunciou o presidente em vídeo ao lado da atriz publicado em sua conta no Twitter nesta quarta-feira.

"Regina Duarte relatou que sente falta de sua família, mas para que ela possa continuar contribuindo com o governo e a cultura brasileira, assumirá, em alguns dias, a Cinemateca em SP. Nos próximos dias, durante a transição, será mostrado o trabalho já realizado nos últimos 60 dias", escreveu Bolsonaro na publicação com o vídeo.

Na gravação, a atriz agradece o presidente pelo posto na cinemateca e diz que está sentindo falta dos filhos e dos netos, ao justificar a saída do cargo, que assumiu em março, após a demissão de Roberto Alvim por causa de uma publicação de um vídeo em que parafraseou trechos de um discurso de Joseph Goebbels, ministro da propaganda nazista.