Regina Duarte deixa o comando da Cultura depois de semanas de fritura

TALITA FERNANDES
BRASÍLIA, DF, 20.05.2020 - REGINA-DUARTE-DF - A atriz Regina Duarte, ao lado da deputada Carla Zambelli (PSL-SP), acena ao sair do Palácio da Alvorada, em Brasília, na manhã desta quarta (20). Após reunião com o presidente Jair Bolsonaro, ficou definido a demissão de Regina doo cargo de secretária Nacional de Cultura. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) anunciou nesta quarta-feira (20) que a atriz Regina Duarte deixará a Secretaria Especial de Cultura de seu governo.

Há menos de três meses no cargo, a atriz, que rompeu um contrato de 50 anos com a Globo para entrar no governo, assumirá agora a Cinemateca de São Paulo.

"Regina Duarte relatou que sente falta de sua família, mas para que ela possa continuar contribuindo com o Governo e a Cultura Brasileira assumirá, em alguns dias, a Cinemateca em SP. Nos próximos dias, durante a transição, será mostrado o trabalho já realizado nos últimos 60 dias", escreveu o presidente em suas redes sociais.