Recorte pélvico é a nova trend polêmica entre as famosas

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 minuto de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Por Bárbara Canever

Após um longo período usando tênis e moletom, devido ao isolamento social, as peças sensuais estão com tudo nesta tentativa de retorno à normalidade. Entre tantos decotes, o recorte pélvico é o que vem encantando as mais ousadas. A tendência casa perfeitamente com esse grande revival dos anos 2000 que estamos vivendo, década que reúne alguns visuais polêmicos e detalhes corajosos.

Leia também:

Com a força deste costume de deixar a pele à mostra, famosas como Dua Lipa, Luísa Sonza, Bella Hadid e Kim Kardashian viraram adeptas ao recorte poderoso. Na passarela, a grife italiana Versace foi uma das primeiras a trazer o detalhe para sua coleção de Primavera/Verão 2021, sendo uma das peças uma saia.

De acordo com a consultora de moda Marina Naves, a tendência pede cautela por ser muito arrojada. “Os recortes possuem um apelo sexy e despojado, portanto comunicam isso na imagem de quem optar usar. Não são uma boa pedida para quem busca uma postura mais elegante ou formal”, afirma ela, que recomenda usar o detalhe em ambientes mais informais.

Crime fashion? A profissional elege que não. “Prefiro dizer que crime é usar uma coisa inapropriada para o local ou para a mensagem que a pessoa quer passar. Então, usar essa calça no trabalho, por exemplo, com a barriga aparecendo, pode ser sim inapropriado, porque não deixa de ser um look com toque de sensualidade. No entanto, usar em um barzinho, festival, show, pode funcionar muito bem!”

Segundo ela, para não deixar o visual tão marcante, o ideal é dar preferência para peças inferiores em cintura alta. “Assim o recorte fica em um lugar mais estratégico e confortável! O ideal também é que não seja uma calça muito skinny, que por ser justa também já traz o apelo sexy”.

Sobreposição? Porque não? “Colocar uma blusa ou body por baixo, é legal para deixar o detalhe do recorte aparecendo. É um jeito menos sexy, mas igualmente impactante e diferente”, comenta Marina.

Outra boa pedida é apostar em uma terceira peça: “Para compensar o recorte, peças como coletes, jaquetas, blazers vão muito bem”

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos