Rebelde e feminista? O vestido de noiva que está dividindo as redes sociais

Os vestidos de noiva estão se diversificando cada vez mais. Foto: Karolina Marek / EyeEm / Getty Images

Nos casamentos atuais, temos visto versões cada vez mais distintas do que se considera um vestido de noiva tradicional. E foi exatamente o caso dessa mulher, gerando opiniões de todos os tipos.


O nome dela é Marina London, e ela trabalha como designer de moda na Europa. Em 17 de setembro, ela compartilhou a seguinte foto em sua conta no Instagram.

Como se pode ver, é o momento do seu casamento, durante o qual ela escolheu fugir do tradicional traje de noiva. Ela vestia um blazer Blaze Milano, um top de renda da Grace Loves Lace e calças desenhadas pela própria Marina.

A foto gerou todo tipo de opinião na rede social. Vários dos comentários destacaram a originalidade da peça, com comentários como: “Eu adorei o que eles escolheram para o casamento. É interessante se vestir de maneira diferente”, “Definitivamente original”, e até mesmo “Beleza você tem de sobra… abaixo o patriarcado”.

No entanto, também foram apresentadas opiniões contrárias. Por exemplo, um comentário diz: “Eu não gostei, porque é o único dia em que uma noiva pode usar um tradicional vestido de noiva”. Até mesmo alguns meios de comunicação afirmaram que a peça poderia ser considerada “feminista” e “rebelde”.


Segundo a Vogue, no mundo das noivas, há certos códigos que ainda são considerados transgressões. “De não usar um véu, como fez a princesa Eugenia em seu casamento com Jack Brooksbank, a preferir subir ao altar usando calças em vez do esperado vestido branco.”


Portanto, a revista de moda considera que vestir um terno sob medida a caminho do altar não é apenas uma tendência para as noivas atuais, mas também “para aquelas de espírito rebelde que, mesmo assim, terão uma cerimônia que merece um traje especial”.

O que você acha? Qual a sua opinião sobre este vestido? Qual é o mais original que você viu? Envie-nos seus comentários.

Abraham Monterrosas Vigueras