Realeza britânica se reúne pela última vez antes de afastamento de Harry e Meghan

Por Sarah Mills
Príncipe Harry e a esposa, Meghan, em Londres

Por Sarah Mills

LONDRES (Reuters) - Os principais membros da realeza britânica vão se reunir nesta segunda-feira para o que deve ser o último encontro familiar antes de o príncipe Harry e sua esposa, Meghan, seguirem seu novo caminho.

O Commonwealth Service acontece na Abadia de Westminster, em Londres, e é um evento anual que, em 2020, contará pela primeira vez em público com o casal ao lado da rainha Elizabeth, do príncipe William e sua esposa, Kate, do príncipe Charles e sua esposa, Camilla, reunidos após o anúncio de que Harry e Meghan se afastariam de seus funções da realeza.

"Será fascinante ver como isso se desenvolve", disse a biógrafa Penny Junor. "Imagino que todos vão agir de acordo com seus melhores comportamentos, mas só Deus sabe o que estarão pensando em privado."

Após o anúncio do casal, a realeza chegou a um acordo em janeiro, o qual prevê "um novo papel progressivo", com residência majoritariamente na América do Norte, em busca de financiamento próprio.

Harry e Meghan não usarão mais seus títulos reais nem a palavra "royal" (real) em suas marcas. Ele continuará sendo príncipe, mas abandonará seus títulos militares.

O casal tem passado mais tempo no Canadá, mas retornou ao Reino Unido no início deste mês para alguns compromissos de despedida. Seu filho, Archie, permaneceu na América do Norte.

O Commonwealth Service deve ser a última aparição oficial do casal, sem previsão de quando a família estará junta novamente.

"Nossa expectativa era continuar servindo à rainha, à comunidade e às minhas associações militares sem fundos públicos. Infelizmente, isso não foi possível", disse Harry, sexto na linha de sucessão ao trono britânico, em um discurso em janeiro.