Raspar a língua? É um hábito de purificação e aumenta a imunidade


Raspar a língua é um habito milenar recomendado pela Ayurveda

Pela manhã, a maioria das pessoas escova os dentes minuciosamente, mas ignora o aspecto da superfície da língua. Você tem o costume de observar a sua? Ainda que positivo, o que se acumula sobre ela muitas vezes é invisível: células mortas, resíduos de alimentos, bactérias e toxinas mil!

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

E nos siga no Google News: Yahoo Notícias | Yahoo Finanças | Yahoo Esportes | Yahoo Vida e Estilo

Hábito diário dos mais comuns, escovar os dentes faz o básico e necessário para a saúde bucal, mas não resolve a limpeza da língua. A consequência vai muito além de um hálito mais fresco, mas na saúde geral do organismo. “Quando dormimos, o nosso sistema digestivo permanece levemente ativo e, durante esse período, o corpo procura remover toxinas e resíduos da má digestão. Parte deles é enviada a superfície da língua”, explica a terapeuta Laura Pires, no livro 'Nutrindo os Sentidos’.

O tradicional trio escova, pasta e enxaguante bucal não dá conta de eliminar o que está sobre a língua. Resultado: “Tudo é reabsorvido pelo organismo e pode agravar problemas respiratórios e digestivos, agravando assim, a vitalidade”, afirma, no livro, a terapeuta.

Raspagem da língua: os benefícios

A solução está na raspagem da língua, um ritual diário orientado pelo sistema milenar da Ayurveda. O hábito deve ser praticado pela manhã, diariamente, ainda em jejum; antes mesmo de escovar os dentes ou beber água.

E como raspa? Hoje há diversos tipos de raspadores, de cobre a aço inoxidável, com modelos anatômicos. Basta passá-lo na língua de trás para frente. Mas a verdade é que eu, enquanto entusiasta da ayurveda, fiz por muito anos com uma colher de chá. Neste caso, a sugestão é fazer o movimento com mais leveza e cuidado para não se machucar.

Além de ajudar na saúde das gengivas e a evitar mau-hálito, a prática potencializa a produção de saliva e ativa agni, o fogo digestivo. Com a digestão em dia, todo o organismo funciona melhor.

Mas não para por aí: ao eliminarmos o máximo de toxinas que conseguimos, nossa imunidade também fica mais forte, evitando vários desequilíbrios. Até porque, apesar de ficar ali escondida e pouco observada, a língua está ligada a vários órgãos. Ao raspá-la é como se estivéssemos massageando órgãos internos, como rins, estômago, fígado, intestinos, pulmões e coração.

Parece estranho e difícil de colocar em prática no dia a dia? Como yogini, eu vejo a raspagem da língua como  um kriya, técnica de purificação. É tão importante quanto escovar os dentes, tomar banho e fazer xixi. Com o hábito diário, fica menos estranho. A sensação é de limpeza real. Juro!