Rainha Elizabeth II quebra protocolo de 160 anos após morte de Philip

Patrick Monteiro
·1 minuto de leitura
WINDSOR, ENGLAND - APRIL 17: Queen Elizabeth II during the funeral of Prince Philip, Duke of Edinburgh on April 17, 2021 in Windsor, England. Prince Philip of Greece and Denmark was born 10 June 1921, in Greece. He served in the British Royal Navy and fought in WWII. He married the then Princess Elizabeth on 20 November 1947 and was created Duke of Edinburgh, Earl of Merioneth, and Baron Greenwich by King VI. He served as Prince Consort to Queen Elizabeth II until his death on April 9 2021, months short of his 100th birthday. His funeral takes place today at Windsor Castle with only 30 guests invited due to Coronavirus pandemic restrictions. (Photo by Pool/Samir Hussein/WireImage)
Rainha Elizabeth II durante o velório do príncipe Philip (Photo by Pool/Samir Hussein/WireImage)

Resumo da Notícia

  • Rainha Elizabeth II escolhe mudar a forma que homenageará seu marido durante luto real

  • Tradição real começou quando a rainha Vitória ficou viúva em 1861

  • Apenas a monarca não seguirá a tradição, todos os outros membros da corte irão

A rainha Elizabeth II decidiu que não seguirá o protocolo real de luto que data do reinado da rainha Vitória, avó da monarca. Sua majestade ficou viúva no começo do mês quando o príncipe Philip morreu aos 99 anos, eles estavam casados há 73.

Segundo manda a tradição da casa de Windsor, a Coroa britânica, durante o período real de luto após a morte de um membro da corte todas as correspondências oficiais são enviadas em papel timbrado, e envelope e brasão com uma borda preta.

Leia também:

O uso da borda começou em 1861 quando morreu o príncipe Albert, marido da rainha Vitória. Por conta do uso massivo de itens de papelaria na época, o século 19, a monarca colocou as marcas em preto para representar a pessoas de fora da corte o período que eles estariam de luto.

Diferente do restante da corte, Elizabeth decidiu que irá usar o seu brasão em uma cor diferente, talvez vermelho, que representa a personalidade moderna do príncipe consorte. As informações foram publicadas pela revista ‘People’.

Elizabeth completa 95 anos nesta quarta-feira (21) e por conta do período de luto da família real as comemorações serão contidas. Harry, que deixou a corte e se mudou para os Estados Unidos em 2020, deve ficar no Reino Unido até o fim da semana.