Último adeus a Elizabeth 2ª tem quebra de protocolo, cães e emoção

A rainha Elizabeth II foi sepultada nesta segunda-feira (19) em Londres após um funeral de 10 dias. A monarca, a mais longeva do Reino Unido, faleceu aos 96 anos e contou com a presença de todos os membros da família real e mais de 100 chefes de estado durante todo o serviço fúnebre. Cerca de 750 mil súditos prestaram condolências nos quatro dias de velório aberto ao público no Westminister Hall, em Londres.

O funeral começou com o encerramento das homenagens publicas às 6h30 da manhã. Em seguida o corpo, o rei, membros da família real, chefes de estado e convidados participaram de uma missa fúnebre na Abadia de Westminister. Após o momento religioso, todo o Reino Unido fez dois minutos de silêncio antes do caixão ser levado de Londres para o castelo de Windsor, a cerca de 33km da capital.

Em um cortejo de 3 horas seguido por todos os membros sênior da realeza, o corpo de Elizabeth II adentrou à capela de São Jorge no início da tarde, quando um novo serviço religioso foi feito, desta vez só com a corte presente. Ao fim do rito, foi marcado o fim do reinado da rainha com a retirada da coroa do Estado Imperial, o cetro e o orbe de cima do caixão.

Os itens só são retirados da Torre de Londres e utilizados pelos monarcas em duas ocasiões: a coroação e o funeral. Durante os últimos 10 dias as peças centenárias de ouro e prata cravejadas de grandes pedras preciosas repousaram sobre o caixão de sua majestade real.

Em um dia de silêncio e últimas homenagens, momentos delicados chamaram a atenção dos súditos que puderam acompanhar tudo por telões espalhados nos parques de Londres. A princesa Charlotte, terceira na sucessão, e seu irmão, George, o segundo, se emocionaram ao deixarem a abadia de Westminister após o serviço religioso.

Em Windsor, que foi a residência oficial da rainha nos últimos três anos, Sandy e Muick, seus cães, assistiram à passagem do cortejo e se despediram da tutora. Os corgis, raça preferida de Elizabeth II, agora ficarão sob a guarda de Andrew, seu filho mais novo, e da esposa dele, a duquesa de York.