Racismo: tiktoker Pedro Avelar é exposto ao chamar hater de “macaco preto”

Patrick Monteiro
·2 minuto de leitura
Pedro Avelar chamou um hater de "macaco preto" (Reprodução / Instagram @pedroavelarbr)
Pedro Avelar chamou um hater de "macaco preto" (Reprodução / Instagram @pedroavelarbr)

A internet não é terra de ninguém e atos racistas não são mais tolerados. Nesta quarta-feira (15) uma série de comentários racistas do digital influencer Pedro Avelar com xingamentos racistas viralizou ele se tornou um dos assuntos mais comentados nas redes sociais.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 minuto e receba todos os seus e-mails em um só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook e Twitter, e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário

Mensagens enviadas entre setembro de 2018 e setembro de 2019 elas dizem: "Macaca preta"; "Quem que não broxa com sua mãe? Parece um duende preto” e "Talarico é o seu pai, aquele preto. Ops, esqueci”. As mensagens foram enviadas para diferentes seguidores.

Leia também

Um quarto tweet é um dos mais agressivos. “(risos) Você é muito ruim, menor desgraça, pelo amor de Deus”, escreveu um seguidor criticando um vídeo e ele respondeu: “Jogou aonde, seu macaco preto?”

Morador de Guarapari, no Espírito Santo, o influencer se tornou o assunto mais comentado no twitter com mais de 100 mil menções ao seu nome por minuto. No instagram, onde tem cerca de 650 mil seguidores, ele tentou se justificar.

“É um comentário extremamente idiota e imaturo, comentário de moleque que eu fiz. E que, hoje na cabeça que eu tenho, eu jamais sequer brincaria com isso, porque eu sei o peso que isso tem, o peso que essa palavra tem. Mesmo que eu tenha feito esse comentário há um tempo, sem a intenção de ofender ninguém, eu acabei ofendendo muita gente. Estou aqui pra pedir perdão, espero que vocês me perdoem por ter sido um moleque, por ter sido um completamente idiota. Enfim, eu sei que faz tempo, mas as palavras ficam e peço a perdão a todo mundo que se ofendeu”, concluiu.