Rússia volta a acusar Ucrânia de interromper negociações para encerrar conflito

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O vice-chanceler da Rússia, Andrei Rudenko, afirmou nesta segunda-feira (23) que Moscou estará pronta para retornar às negociações para encerrar o conflito na Ucrânia "assim que Kiev mostrar uma posição construtiva".

A fala, citada pela agência de notícias RIA, ecoa declarações de outras autoridades russas nas últimas semanas, segundo as quais o diálogo está travado por falta de vontade da Ucrânia.

No domingo (22), o líder da delegação de negociadores da Rússia também afirmou que Moscou que está pronta para retomar as tratativas e atribuiu a suspensão a Kiev.

Na véspera, o presidente da Ucrânia, Volodimir Zelenski, disse que a guerra só pode ser encerrada por meios diplomáticos.

Houve várias reuniões entre negociadores de ambos os países, incluindo encontros na Belarus e na Turquia, mas com exceção de avanços pontuais, como a criação de corredores humanitários para retirada de civis de áreas em conflito, os encontros não geraram resultados concretos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos