Rússia diz que EUA e Otan são participantes diretos da guerra na Ucrânia

Chanceler russo Sergei Lavrov em Moscou

(Reuters) - O ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, disse nesta quinta-feira que os Estados Unidos e a Otan são participantes diretos da guerra na Ucrânia por causa de seu apoio a Kiev e defendeu os ataques de Moscou à infraestrutura ucraniana.

Lavrov afirmou em entrevista coletiva que Washington e a aliança atlântica estão diretamente envolvidos na guerra porque estão fornecendo armas para a Ucrânia e treinamento militar em seu território.

Ele defendeu os ataques russos à infraestrutura de energia ucraniana, que Kiev e o Ocidente dizem ser um crime de guerra destinado a infligir sofrimento aos civis - cortando aquecimento, luz e energia.

"Desativamos as instalações de energia (na Ucrânia) que permitem a você (Ocidente) lançar armas letais na Ucrânia para matar russos", disse Lavrov.

"Portanto, não diga que EUA e Otan não participam desta guerra - você está participando diretamente. Incluindo não apenas o fornecimento de armas, mas também o treinamento de pessoal - você treina os militares (ucranianos) em seu território."

(Reportagem da Reuters)