Quinta temporada da série "The Crown" divide críticos

Atriz Imelda Staunton

Por Marie-Louise Gumuchian

LONDRES (Reuters) - De comparações com uma "novela inútil" a "uma peça robusta de prestígio", a quinta temporada do drama "The Crown" tem dividido os críticos.

A premiada série da Netflix, focada no reinado da falecida rainha Elizabeth, gerou polêmica por seus diálogos e histórias ficcionais. Novos episódios abordam um período difícil para a família real britânica que muitos consideram inapropriado logo após a morte da monarca.

Um novo elenco, liderado por Imelda Staunton como Elizabeth, mostra a realeza na década de 1990, quando eles enfrentaram problemas conjugais, dissidência pública e um incêndio no Castelo de Windsor, a casa da rainha perto de Londres.

A nova temporada estreia na quarta-feira, dois meses depois que Elizabeth morreu aos 96 anos e que seu filho mais velho, Charles, tornou-se rei.

“A quinta temporada de The Crown agora chega como a primeira a ser exibida desde a morte de sua protagonista – e é como se a série em si sentisse que sua hora veio e se foi”, disse o jornal britânico The Guardian.

"Esses novos episódios são pequenos e muitas vezes apenas chatos", acrescentou.

Entre as principais histórias desta temporada está o amargo divórcio entre Charles e a falecida princesa Diana.

"Isso já foi um drama de fantasia superior, momentos da história do século 20 embalados em uma novela de luxo. Mas à medida que as histórias alcançam o presente, a série está se aproximando de uma novela inútil", escreveu o britânico Daily Telegraph.

Várias pessoas, incluindo a atriz Judi Dench, pediram à Netflix que emitisse um aviso no início de cada episódio. A Netflix simplesmente descreve "The Crown" como uma "dramatização fictícia" inspirada em eventos reais.

"Apesar das milhares de palavras indignadas que foram escritas acusando-a de transformar a família real em uma novela barata... os três primeiros episódios são monótonos. Mas aqui está a boa notícia. Fica melhor. Muito melhor", escreveu The Times.

"E a estrela absoluta é Elizabeth Debicki, cuja atuação como princesa Diana é por vezes assustadoramente boa."

A publicação de Hollywood Variety, que chamou a quinta temporada de "lançamento mais fraco até agora" de The Crown, também elogiou Debicki como "muito forte" em um papel que desafiaria qualquer atriz".

Comentários para performances de outros membros do elenco foram em geral positivos.

"'The Crown' continua sendo uma peça robusta de TV de prestígio com uma visão forte e clara de seu enredo", escreveu o site norte-americano TheWrap.

(Reportagem de Marie-Louise Gumuchian)