"Quero que ela esteja aqui para ser avó", diz jovem que doou parte de seu fígado para a mãe

Reprodução/Família Muscarella/ABC News

Todo mundo sempre ouviu dizer que amor de mãe não tem igual e o jovem Brian Muscarella é a prova de que o de filho, também não fica atrás. O canadense doou parte de seu fígado para Diane Muscarella, sua mãe.

Leia mais: Marido presenteia esposa com um rim no aniversário de casamento

Ela foi diagnosticada com cirrose não alcoólica em 2010 e entrou para a lista de transplante em 2015. Após tanta espera, Brian se consultou com os médicos da mãe para saber se era compatível para ser seu doador.

“Eu quero ter ela por perto. Vou me casar no ano que vem e quero que ela experimente a sensação de ser avó. Quero que esteja com a gente por um longo período de tempo”, disse Brian ao ABC News.

A cirurgia foi feita em fevereiro de 2017 e hoje, mãe e filho passam bem e Diane se considera sortuda por ter encontrado seu doador. “Cerca de 20 a 25% dos pacientes que colocamos na lista de espera por doadores morrem antes de chegar ao topo dela. Doação de órgãos é um presente”, diz o doutor Abhinav Humar, que realizou o transplante.

A cirurgia de Brian durou seis horas enquanto a de sua mãe, oito. Tanto ele quanto Diane não sofreram nenhuma complicação e o rapaz foi liberado para voltar para casa em uma semana.

Uma no após o ocorrido, Brian já voltou a se dedicar ao triatlo e a jogar hóquei. Diane diz que há 15 anos não se sentia tão bem. “Ela está feliz e animada e voltou a ser a pessoa que era antes de começar a se sentir doente”, emociona-se o rapaz.

Reprodução/UPMC/ABC News

Leia mais: Noiva se casa em hospital para que o pai em estado terminal pudesse levá-la ao altar

“Poder estar aqui no Dia das Mães é uma bênção e honestamente, achei que não sobreviveria para isso”, afirma Diana, que não contém a alegria quando fala do casamento do filho. “Nunca imaginei que veria esse dia e estou mais animada ainda em pensar que logo estarei cercada de netos”, comemora.