Quem foi São Francisco de Assis, o padroeiro dos animais para os católicos

Redação Vida e Estilo
St. Francis of Assisi - the patron saint of animals.
O nome do atual papa foi inspirado em São Francisco de Assis (Getty Images)

4 de outubro é Dia de São Francisco de Assis e também Dia dos Animais, dos quais São Francisco é considerado o padroeiro pelos católicos. Filho de um rico comerciante da cidade de Assis, São Francisco nasceu em 1181 ou 1182 e morreu em outubro de 1226. Foi canonizado já em julho de 1228, menos de dois anos após sua morte, e se tornou um dos santos mais populares da religião cristã.

Já conhece o Instagram do Yahoo Vida e Estilo? Siga a gente!

Logo após ser eleito papa em 2013, ao escolher o nome Francisco, o cardeal de origem jesuíta Jorge Mario Bergoglio, o Papa Francisco, prestou homenagem a São Francisco de Assis.

Leia também:

Vida de luxo, viagem e aventuras

O desapego material e a opção por uma vida humilde surgiram apenas na vida adulta. Durante a juventude, São Francisco de Assis teve uma vida de luxo, repleta de viagens e aventuras. Mas por volta de seus 24 anos, em 1205, São Francisco de Assis teve uma e gradualmente foi perdendo o interesse pela vida mundana.

Após voltar à sua cidade, o interesse em seguir uma vida de orações e devoção só fez aumentar. E quando cruzou com um leproso durante uma cavalgada no campo, Francisco desceu de seu cavalo, deu seu manto ao homem doente e o abraçou. Foi o momento em que ele começou a se tornar São Francisco de Assis.

Renúncia à riqueza

Após ouvir uma voz atribuída a Jesus Cristo dizendo-lhe para reconstruir uma igreja em ruínas, vendeu mercadorias da loja do seu pai a preços baixos e doou o dinheiro arrecadado ao padre. Enfurecido, seu pai ordenou que fossem atrás de Francisco, que se escondeu por algum tempo. Decidiu aparecer, mas foi hostilizado pelos habitantes da cidade e principalmente por seu pai. Então se despiu de todas as suas roupas, colocou aos pés do pai e foi embora da cidade para viver entre os humildes..

Convertido em pedreiro, Francisco ajudou a reformar diversas igrejas, além de se dedicar a promover uma mudança de mentalidade na Igreja Católica: para ele, os monges e outros membros da sua Ordem deveriam viver em pobreza absoluta - os franciscanos - tal como Jesus Cristo e seus apóstolos. Não por acaso, São Francisco de Assis também é conhecido como “o santo dos pobres.”

Padroeiro dos animais e do meio ambiente

A relação de São Francisco de Assis com os animais e a natureza é outro aspecto marcante de sua trajetória. Para ele, animais, plantas e outros seres inanimados eram todos parte da Criação divina, e deveriam ser amados e cuidados com a mesma intensidade. Aves deveriam ser alimentadas em períodos de escassez da mesma forma como se oferecia esmolas aos necessitados.

A natureza também está presente em algumas das obras mais famosas de São Francisco de Assis, como o Sermão dos Pássaros e o Cântico das Criaturas.

Em uma das últimas celebrações do Natal ainda em vida, Francisco foi convidado a para uma celebração do nascimento de Cristo em uma gruta, junto com outros pastores e animais. Nascia ali a tradição dos presépios natalinos.