Queiroz pagou cabos eleitorais de Flávio Bolsonaro com caixa 2, diz investigação

Redação Notícias
·1 minuto de leitura
Flávio, Queiroz e cabos eleitorais em 2018 (Foto: Reprodução Instagram)
Flávio, Queiroz e cabos eleitorais em 2018 (Foto: Reprodução Instagram)

O policial militar aposentado, Fabrício Queiroz, pagou com dinheiro de caixa 2 pelo menos quatro cabos eleitorais da campanha de Flávio Bolsonaro em 2018. As informações são do UOL.

Foram 15 transferências bancárias da conta de Queiroz para essas pessoas, totalizando R$ 12 mil, entre 3 de setembro e 8 de outubro de 2018, período da campanha até o dia seguinte ao primeiro turno. Nenhum desses pagamentos foi declarado à Justiça Eleitoral, o que configura caixa 2.

Leia também

Ainda no período eleitoral, Queiroz sacou R$ 63,8 mil em dinheiro e não há como saber a maneira que a quantia foi utilizada.

O dinheiro saiu de uma conta pessoal de Queiroz, a mesma na qual ele recebeu pagamentos de assessores do gabinete de Flávio Bolsonaro no caso da rachadinha.

O Ministério Público do Rio de Janeiro denunciou Flávio, Queiroz e outras 15 pessoas pelos crimes de organização criminosa, peculato, lavagem de dinheiro e apropriação indébita, entre 2007 e 2018.

Somente em setembro e outubro, período da campanha eleitoral de Flávio Bolsonaro em 2018, Queiroz recebeu ao menos R$ 49 mil de cinco assessores, de acordo com o MP.

A investigação mostrou que Queiroz usou dinheiro da rachadinha para pagar ao menos R$ 261 mil em gastos pessoais de Flávio e sua família, como contas do plano de saúde e mensalidades da escola das filhas.

A campanha de Flávio ao Senado recebeu, oficialmente, R$ 712 mil e contratou R$ 491 mil em despesas..

Procurado pelo UOL, o senador afirmou que todas as despesas de sua campanha foram registradas na Justiça Eleitoral.

O advogado de Fabricio Queiroz disse que não conseguiria se posicionar pois seu cliente está cumprindo prisão domiciliar.