"Quanto mais daddy eu ficar, melhor para todos": Pedro Pascal comenta sobre Joel em The Last of Us (Entrevista)

Uma das séries mais aguardadas do ano, The Last of Us conta com Pedro Pascal e Bella Ramsey como os protagonistas da adaptação dos famosos jogos de videogame, com Neil Druckmann e Craig Mazin responsáveis pela produção da HBO. Entrevistamos Pedro Pascal, que comentou sobre o que os fãs podem esperar de seu personagem na série, Joel Miller.

Uma das principais estrelas de Hollywood da atualidade, Pedro Pascal recebeu o apelido de "daddy" ("papai", em tradução) dos seus fãs, especialmente por causa de seu papel como protagonista na série The Mandalorian e sua relação paternal com Grogu na trama de Star Wars. Por isso mesmo, o ator comentou sobre Joel em The Last of Us e se o personagem vai aumentar essa percepção do público com relação ao seu apelido de "daddy".

"Eu acho que vai. Eu acho que Joel está na categoria mais alta de 'daddy' e com razão. Então, para entrar nesse personagem, quanto mais 'daddy' eu ficar, melhor será para todos", disse Pedro Pascal em tom descontraído em nossa entrevista.

Bella Ramsey revelou em entrevista ao AdoroCinema que Pedro Pascal "sempre diz que daddy é um estado de espírito", enquanto Craig Mazin brincou que gosta de falar com Pascal que ele é o verdadeiro "daddy". "É importante que as pessoas entendam que o daddy tem um daddy", disse, com Ramsey acrescentando que "este é o daddy definitivo".

Qual é a história de The Last of Us da HBO?

Os eventos de The Last of Us se passam vinte anos após a destruição da civilização moderna, como resultado de uma infecção de fungos parasitas Cordyceps. Joel (Pedro Pascal), um sobrevivente durão que vive de contrabandos, é contratado para levar Ellie (Bella Ramsey), uma garota de 14 anos, para fora de uma zona de quarentena opressiva – com a esperança de que ela ajude na cura por causa de sua imunidade à infecção. O que começa como um pequeno trabalho logo se torna uma jornada brutal e dolorosa, pois ambos devem atravessar os Estados Unidos e depender um do outro para sobreviver.

Na entrevista, Pedro Pascal conta como foi interpretar o personagem. "Foi uma experiência fascinante interpretar esse personagem porque nunca havia lidado com um material fonte como este antes. E, surpreendentemente ou não, isto me ajudou bastante. Acho que talvez os criadores da série estivessem um pouco preocupados por tentarmos emular demais o que fazia parte da experiência do videogame, mas para mim foi uma âncora muito boa e não apenas em termos de som, mas em termos de movimento, em termos de tom, foi importante. Eram peças de quebra-cabeça que eu precisava adicionar ao que estava na página e ao que eu tinha dentro de mim para contribuir. Foi uma colaboração interessante que eu realmente gostei de montar para criar o Joel Miller de The Last of Us da HBO"

Ainda segundo Pascal, essa foi "uma das experiências mais especiais" que ele já teve em sua carreira. The Last of Us estreia em 15 de janeiro na HBO e HBO Max.

Leia o artigo em AdoroCinema

The Last of Us tem orçamento maior que início de Game of Thrones: Quanto a HBO gastou na adaptação?

The Last of Us: Adaptação fiel e expansiva dos jogos, série com Pedro Pascal é mais uma obra-prima da HBO (Crítica)

The Last Of Us: Tudo sobre os jogos que inspiraram a série na HBO Max

The Last of Us: "Se você tentasse replicar os jogos, seria chato", revela criador sobre diferenças da adaptação da HBO (Entrevista)