Quanto mais conheço gente, mais gosto dos animais, diz Xuxa, na Bienal do Livro

SÃO PAULO, SP,  BRASIL -  10.07.2022 - Movimento no último dia da Bienal do Livro  no Expo Center Norte. Apresentação  Xuxa no palco de autores.  (Foto: Rubens Cavallari/Folhapress)
SÃO PAULO, SP, BRASIL - 10.07.2022 - Movimento no último dia da Bienal do Livro no Expo Center Norte. Apresentação Xuxa no palco de autores. (Foto: Rubens Cavallari/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Xuxa Meneghel, uma das presenças mais aguardadas da Bienal do Livro, disse no início de sua fala que, ao contrário dos bichos, são as pessoas que fazem mal a ela, já machucaram muito.

"Nunca deixei de gostar de bichos. Ao contrário das pessoas, eu conheci muita gente que me machucou muito. Quanto mais eu conheço gente, mais eu gosto dos animais. Eles não querem saber se eu estou magra, gorda, se tenho dinheiro", disse a rainha dos baixinhos.

Nos instantes antes de sua fala, Xuxa Meneghel já causava alvoroço na Bienal do Livro neste domingo. Fãs se acotovelavam para garantir um espaço na arena, alguns deles vestidos de paquita, as célebres assistentes de palco da apresentadora, e aos berros aguardavam a rainha dos baixinhos.

Uma das presenças mais aguardadas do evento paulistano, que chega ao fim agora, Xuxa é também autora de livros infantis.

A apresentadora está na feira literária para lançar o livro "Mimi - A Vaquinha que Não Queria Virar Comida", publicado pela editora Globinho. A história fala às crianças sobre veganismo e respeito aos animais. Xuxa aproveitou para levar seu cachorrinho, Doralice, um yorkshire, que dormiu em seu colo durante o evento.

Antes do encontro começar, o público, composto principalmente por aqueles que cresceram entre os anos 1980 e 1990, já aguardava no local.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos