PT processa dono da Havan por calúnia e difamação contra Lula

Luciano Hang, dono da rede de lojas de departamento Havan. Foto: AP/Leo Correa

O Partido dos Trabalhadores (PT) abriu uma processo contra Luciano Hang, empresário bilionário dono da rede de lojas de departamento e decoração Havan, por calúnia e difamação contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silvas.

Segundo informações da Gazeta do Povo, a ação foi protocolada na 2° Vara Cível da Comarca de Navegantes (SC). O PT exige reparação por uma postagem feita por Hang no Twitter em 1 de dezembro.

Leia também

Na publicação, o empresário diz que vai patrocinar um avião para sobrevoar praias do litoral catarinense exibindo frases sugeridas por seus seguidores. Entre as frases estão "Lula cachaceiro, devolve o meu dinheiro" e "Lula na cadeia, eu com o pé na areia".

Na ação, a defesa do ex-presidente pede uma ordem judicial preventiva para proibir a ação nas praias catarinenses e o pagamento de R$ 100 mil de indenização por danos morais.

Em nota, o PT afirmou que "tais frases maculam diretamente a imagem e a honra do ex-presidente", sem confirmar o valor da indenização.

Hang, que estreou em 2019 na lista dos bilionários brasileiros mais ricos do mundo, é um dos mais famosos apoiadores do presidente Jair Bolsonaro, da Lava-Jato e opositor ao Partidos dos Trabalhadores (PT) e ao ex-presidente Lula.