PSL vai expulsar Daniel Silveira, diz presidente do partido

Redação Notícias
·1 minuto de leitura
O deputado bolsonarista fez posts atacando o STF
O deputado bolsonarista fez posts atacando o STF

O presidente nacional do PSL, deputado federal Luciano Bivar (PE), afirmou nesta segunda-feira que o partido está "tomando todas as medidas jurídicas cabíveis" para a expulsão do deputado Daniel Silveira (RJ). Silveira foi preso na terça-feira após publicar um vídeo com ataques e ofensas a ministros do Supremo Tribunal Federal (STF).

Em nota, Bivar afirmou que a Executiva Nacional do PSL "repudia com veemência os ataques proferidos" pelo parlamentar, classificados como "inaceitáveis".

Leia também:

Silveira é investigado no inquérito dos atos antidemocráticos, que apura a organização e realização de manifestações com ataques ao Legislativo e ao Judiciário, e também no inquérito das fake news, que apura ataques aos ministros da corte.

Em sua página em uma rede social, o parlamentar relatou: "Polícia federal na minha casa neste exato momento com ordem de prisão expedida pelo ministro Alexandre de Moraes". A prisão ocorreu por flagrante delito por crime inafiançável e foi determinada de ofício pelo ministro --sem pedido da PF ou da Procuradoria-Geral da República.

Preso na noite de terça-feira, 16, Daniel Silveira (PSL-RJ) é apoiador de primeira ordem do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Ainda assim, auxiliares de Bolsonaro acreditam que o presidente não deva se envolver na prisão do parlamentar. A informação foi revelada pelo jornal O Globo.