Prótese Peniana: o que é e para quê serve?

Quando devo usar a prótese peniana? (Foto: Getty Images)
Quando devo usar a prótese peniana? (Foto: Getty Images)

Por Janaína Bernardino

A prótese peniana, conhecida popularmente como implante peniano, ganhou destaque nos últimos dias. Em meio a significativa repercussão da compra de 35 mil comprimidos de viagra, o assunto reverberou após alguns parlamentares asseguraram que irão acionar o Ministério Público Federal (MPF) e o Tribunal de Contas da União (TCU) para averiguar um gasto de R$ 3,5 milhões em compras de próteses penianas pelo Exército Brasileiro.

Com a repercussão, algumas dúvidas sobre o assunto surgiram nas redes sociais. Afinal, o que é uma prótese peniana, para quê ela serve? Quais as vantagens e desvantagens? Segundo Drauzio Varella, o implante peniano é destinado ao tratamento da disfunção erétil, condição que acomete milhares de pessoas, o que por sua vez, prejudica a autoestima e a saúde emocional dos pacientes.

Em paralelo, de acordo com o urologista e andrologista Marco Túlio Cavalcanti, a prótese é uma opção para pessoas que não tiveram resultados com medicamentos orais e têm muitas dificuldades com a penetração. Ou seja, os pacientes buscam um tratamento definitivo, que não dependa de injeções ou medicamentos vasodilatadores.

Apesar disso, na maioria dos casos, o acompanhamento psicológico e o tratamento médico costumam oferecer bons resultados.

Mas, como funciona o implante?

As próteses são implantadas diretamente na câmera peniana para dar sustentação ao sexo e não interfere na sensibilidade da região. A duração do procedimento gira em torno de 45 minutos a 1 hora, e tem de 90 a 95% de índice satisfatório, segundo o Doutor. No entanto, trata-se de um procedimento irreversível.

Há três tipos de prótese peniana: a inflável, a maleável e a articulável. Saiba mais:

  • Inflável: Tem três peças: um reservatório, preenchido com soro fisiológico; um pump, a famosa bombinha, localizada no saco escrotal; e os cilindros, que são duas hastes implantadas na parte cavernosa do pênis. Quando a pessoa deseja ter relação sexual, basta realizar o estímulo no pump. O uso é simples e o dispositivo é discreto, de forma que muitas vezes nem chega a ser notado pela parceira ou parceiro. A prótese inflável permite um aspecto natural do pênis, com boa ereção e rigidez.

  • Prótese maleável ou semirrígida: Não conta com o sistema de insuflar e desinsuflar, ou seja, o pênis permanece sempre rígido. Por isso, é preciso ter cuidado para que o órgão não fique muito evidente no dia a dia. Na hora da relação, o pênis já estará rígido e pronto para a penetração, mas também pode haver alguma ereção residual do próprio paciente. Este tipo é mais indicado para pacientes idosos ou com limitação do uso das mãos para acionar o pump (como acontece na inflável). A prótese maleável é muito usada no Brasil por ter um custo mais baixo do que a inflável.

  • Prótese articulável: Possui uma estrutura que permite ao paciente dobrá-la, mas está caindo em desuso porque a própria estrutura do dispositivo prejudica a rigidez.