Casamentos, feira cultural e Mel C: conheça a programação da Parada LGBT

 (Foto: Bruno Santos/Folhapress)
(Foto: Bruno Santos/Folhapress)

Por Juliana Gola

Com o tema ‘50 anos de Stonewall – Nossas conquistas, nosso orgulho de ser LGBT+’, a 23ª Parada do Orgulho LGBT de São Paulo acontece neste domingo (23), com concentração a partir das 10h, em frente ao MASP, na Avenida Paulista.

Já conhece o Instagram do Yahoo Vida e Estilo? Segue a gente!

Esta é ainda a maior parada LGBT do mundo e, segundo o prefeito Bruno Covas, representou um movimento de R$ 288 milhões na economia da cidade no ano passado. A programação começa já nesta quinta-feira (20) e tem atividades para todos os gostos!

Leia também

19ª Feira Cultural LGBT

Na Praça da República, das 10h às 22h, na quinta-feira (20), são esperadas 200 mil pessoas para a programação gratuita que inclui performances e atrações gastronômicas e de lazer, além do comércio de produtos em mais de 80 tendas de artesanato, moda, decoração e literatura especializada na temática LGBT. A escritora Fernanda Young autografará livros no estande da Casa dos Mundos

Autotestes de HIV

Também nesta quinta-feira (20), serão distribuídos 1.500 autotestes de HIV, 28 mil preservativos e 15 mil saches de gel lubrificante no vão livre do Masp, das 11h às 20h30. A ação é uma parceria entre a Secretaria de Estado da Saúde, o Centro de Referência e Treinamento DST/Aids e a Aids Healthcare Foundation (AHF). Estarão no local cerca de 100 profissionais de diversas áreas como enfermagem, psicologia, serviço social e laboratório.

ParadaSP Fest!

O festival de música acontece na sexta-fera (21) e traz a principal atração do ano, a ex-Spice Girl Mel C, que virá acompanhada das drag queens Sink the Pink, do famoso clube noturno londrino homônimo. A festa acontece na Áudio Club, no esquenta para a Parada. E às 19h, serão conhecidos os vencedores do Prêmio Cidadania em Respeito à Diversidade LGBT+ que recebeu quase 7 mil votos pela internet, no último mês.

Que venham os trios!

Esta edição contará com um trio a mais do que no ano passado. Serão 19 ao todo que percorrerão a Avenida Paulista e Rua da Consolação (bloqueada entre 12h e 19h), com artistas como Gloria Groove, Aretuza Love, Luísa Sonza e MC Pocahontas. A madrinha da Parada SP é a Fernanda Lima e a apresentadora oficial, a Drag Queen Tchaka. O produtor artístico do evento afirma que este ano será ainda mais inclusivo. “Teremos atrações circenses e novos talentos da Cena LGBT, como o cantor Boivi, Luana Hassen, entre outros, comemorando os 50 anos de Stonewall”, diz ele.

Trio Burger King

Entre os nomes mais esperados pelo público está a ex-Spice Girl Mel C e o grupo Sink the Pink, que estarão no trio do Patrocinador Master, Burger King, 17º a sair para a avenida, por volta das 14h20. Neste mesmo carro, se apresentam a cantora Lexa, As Donas e o DJ Cris Negrini.

Trio Avon

Com saída prevista para às 14h, o trio trará Gloria Groove, Aretuza Love, Luísa Sonza e MC Pocahontas, e uma ação direta com o público na distribuição de faixas de Miss com frases conhecidas da comunidade, tratadas com orgulho, como “Rainha da Parada”, “Trans Power a” e “Bem Bi”, acompanhadas pela hashtag #IssoÉOrgulho.

Trio Amstel

A cantora Iza fica como atração principal do trio da Amstel, parceira pela primeira vez do evento.

Festa de casamento na Parada LGBT

Cinco casais homoafetivos comemoram a união durante a festa. As startups POPSPACES e The Next H vão montar um cartório pop-up no WeWork da Av. Paulista no domingo (23) e os sortudos dirão “sim” antes do evento. Eles serão convidados a subir em um dos trios elétricos da parada para festejar o casamento junto com outras milhões de pessoas.

Segurança e Transporte

Segundo o prefeito Bruno Covas, serão 60 viaturas com 300 agentes policiais, além de 540 contratados da segurança privada e 80 bombeiros para todo o trajeto. A organização também contrata um reforço que se somará a este efetivo. Foram investidos R$1 milhão e 800 mil para estrutura e segurança, pela prefeitura. Para o transporte, além da mobilização da SP-Trans para uma ação especial que facilite a chegada, a Uber, uma das patrocinadoras oficiais, oferecerá descontos para percursos até estações de metrô. “Além de proteger, queremos celebrar a diversidade e reforçar a ideia da cidade de São Paulo como referência de respeito e integração para todo o mundo”, afirma Covas.

Por que relembrar Stonewall?

Claudia Regina, presidente da ONG APOGLBT SP (Associação da Parada do Orgulho de Gays, Lésbicas, Bissexuais e Transgêneros de São Paulo), responsável pela organização do evento, diz que o tema caiu como uma luva para o momento atual do país. “Vamos colocar a história na rua. Independente do governo ou qualquer ameaça que enfrentamos diariamente na rua, dentro de cada ou em qualquer lugar, precisamos ser fortes, resistir e sermos nós mesmos, vivendo e lutando por nosso amor que não difere em nada do amor de outras pessoas”, diz.

A Revolta de Stonewall foi um marco na luta pelos direitos LGBT e aconteceu em 1969, quando uma série de manifestações violentas e espontâneas de membros da comunidade de Nova York foi contra uma invasão da polícia ao bar Stonewall Inn, localizado no bairro de Greenwich Village, em Manhattan. Essa é conhecida como a ação mais importante que desencadeou as tantas lutas pela causa em todo mundo até hoje.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos