Procon questiona Eventim sobre esgotamento de ingressos para Coldplay e Avril Lavigne

Coldplay e Avril Lavigne nas redes sociais. Foto: Reprodução/Instagram
Coldplay e Avril Lavigne nas redes sociais. Foto: Reprodução/Instagram

Resumo da notícia:

  • Procon pedirá reunião com a Eventim para esclarecer vendas para shows de Coldplay e Avril

  • Ingressos esgotaram em minutos e situação causa estranhamento pela rapidez do processo

  • O órgão já havia notificado a empresa em abril pelo esgotamento para o primeiro show da banda inglesa

O esgotamento relâmpago dos ingressos para os shows internacionais como os de Coldplay e Avril Lavigne tem causado estranhamento no público. O detalhe é que os dois eventos tiveram vendas realizadas no site Eventim, o que motivou Programa de Proteção e Defesa do Consumidor de São Paulo (Procon - SP) a querer questionar presencialmente os representantes da plataforma.

Vale lembrar que o órgão já havia notificado a empresa em abril, quando foi realizada a venda para o primeiro show da banda inglesa e os ingressos acabaram em minutos. "Consumidores questionam nas redes sociais que os ingressos esgotaram rapidamente", declarou o Procon na época.

O esgotamento precoce acabou rendendo a confirmação de novas datas de shows do grupo em São Paulo. Os músicos britânicos irão se apresentar nos dias 15, 16, 18 e 19 de outubro no Allianz Parque.

Aberta na última segunda-feira (16), a venda para o show de Avril Lavigne na capital paulista, marcado para 7 de setembro, também esgotou em muito pouco tempo conforme relatos nas redes sociais.

Em contato com o Yahoo!, a comunicação do Procon-SP afirmou que "convocará a Eventim Brasil São Paulo Sistemas e Serviços de Ingressos para discutir o rápido término dos ingressos para os shows que a empresa comercializa".

"Consumidores têm usado as redes sociais do órgão de defesa para manifestar insatisfação e denunciar o problema. O encontro acontecerá no próximo dia 27 e contará com a presença do diretor executivo e de representantes da diretoria de atendimento da instituição", continua a nota.

"No mês passado, a Eventim foi notificada pelo Procon-SP a dar explicações sobre o término dos ingressos para o show da banda Coldplay. Além da resposta não ter comprovado e esclarecido as indagações, nesta semana, consumidores começaram a reclamar do mesmo problema em relação ao show da cantora Avril Lavigne", relembra o texto.

O órgão ainda revela que a Eventim não encaminhou nenhuma documentação de auditoria e de eficiência do sistema (ainda que por amostragem) para comprovar as alegações. "Também não foram apresentadas as cópias dos ingressos comercializados, que possibilitariam averiguar se dados pessoais, como CPF, são incluídos nos ingressos – mecanismo que minimiza a compra por 'cambistas' por inviabilizar o repasse, já que ingresso identificado se torna de uso exclusivo pessoal", concluiu o comunicado.

Ouça o Pod Assistir, podcast de filmes e séries do Yahoo:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos