Prisão de Daniel Alves na Espanha repercute nas redes sociais

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A prisão sem fiança do jogador brasileiro Daniel Alves, 39, na Espanha, nesta sexta-feira (20), repercutiu nas redes sociais. Uma mulher de 23 anos, cujo nome não foi revelado, acusa o atleta de abuso sexual na boate Sutton, em Barcelona, em dezembro do ano passado. Ele nega a agressão.

"O Daniel Alves não destruiu a carreira dele, ele destruiu a vida de uma mulher inocente que vai viver com traumas do que aconteceu e com várias pessoas duvidando dela", escreveu @pezdri no Twitter. "Daniel Alves está preso e sem direito a fiança. Deveria ser assim também com Robinho" tuitou Flavia Maynarte sobre o ex-jogador de futebol condenado há nove anos de prisão por abuso sexual, na Itália.

O internauta @gabiicomenta compartilhou uma mensagem postada no stories do Instagram da esposa do jogador, Joana Sanz, pedindo privacidade e falando da morte da mãe há uma semana em decorrência de um câncer, para criticar Alves. "A mãe da esposa do Daniel Alves estava em estado terminal de um câncer, com a filha cuidado e o criminoso na rua abusando de uma outra mulher. Espero que apodreça na cadeia!"

Os internautas também não perderam a oportunidade de lembrar que o jogador apoiou o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), que perdeu as eleições para o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). "O mega ultra bolsonarista, o jogador de futebol Daniel Alves foi detido pela polícia espanhola por suspeita de agressão sexual", escreveu o ator e ex-deputado federal Alexandre Frota.

"Daniel Alves mais um jogador patriota e cidadão de bem detido (sem fiança) após acusação de estupro e indícios claros do delito. Tem vídeos dele atrás de uma mulher de 23 anos e exames corroborando tudo. Forças à vítima e à esposa deste criminoso bolsonarista", escreveu Ximena Song.