Príncipe Andrew não negará novamente que estuprou Virginia Giuffre nos Estados Unidos

·2 min de leitura
FILE PHOTOS: PRINCE ANDREW THE DUKE OF YORK DRESSED IN MILITARY UNIFORM. - JANUARY 13th 2022: Prince Andrew The Duke of York is stripped of his military titles and royal charity affiliations by Her Majesty Queen Elizabeth II amid his sex abuse lawsuit scandal. - JANUARY 12th 2022: The sexual assault lawsuit filed against Prince Andrew The Duke of York by lawyers for Virginia Giuffre will proceed after the judge denied a motion to dismiss the case. - SEPTEMBER 21st 2021: Prince Andrew The Duke of York has been served with a sexual assault lawsuit in a filing with the U.S. District Court in Manhattan, New York, USA by lawyers for Virginia Giuffre who claims she was forced to have sex with him at the London, England, UK home of a friend of convicted sex offender Jeffrey Epstein. - JUNE 8th 2020: The United States Department of Justice demands that Great Britain hand over Prince Andrew to be formally questioned in the Jeffrey Epstein sex trafficking scandal. - NOVEMBER 21st 2019: Prince Andrew The Duke of York steps down from all official royal public duties amid the escalation of his associations in the Jeffrey Epstein scandal. - File Photo by: zz/KGC-375/STAR MAX/IPx 2016 5/26/16 Prince Andrew The Duke of York visits the HMS Duncan to mark the start of the Battle of Jutland centenary commemorations on May 26, 2016 at Thames Quay in West India Dock, London, England, UK.
Príncipe Andrew fechou um acordo de R$ 84 milhões com a vítima (foto: zz/KGC-375/STAR MAX/IPx 2016"

Resumo da Notícia:

  • Príncipe Andrew foi acusado criminalmente de estuprar uma mulher menor de idade nos Estados Unidos

  • Com o avanço da investigação a rainha retirou dele todos os títulos reais o afastando da monarquia

  • O membro da realeza, e filho preferido de Elizabeth II, pagou cerca de R$ 84 milhões à vítima

A imprensa do Reino Unido teve acesso a pontos do acordo que o duque de York, o príncipe Andrew, fez com Virgínia Roberts Giuffre na Justiça dos Estados Unidos. Ele estava sendo acusado de estupro por ela e fechou um acordo monetário para encerrar o processo.

Segundo informações publicadas pelo jornal ‘The Telegraph’ um dos pontos do acordo afirmado esta semana proíbe que o príncipe negue que tenha estuprado Virgínia. “Uma cláusula afirma que nenhum dos lados pode discutir o caso ou o acordo financeiro”, diz a publicação sobre a confidencialidade.

As clausulas foram inseridas no acordo porque o príncipe já alegou que não conhecia a jovem. No processo ela desmentiu o membro da realeza com fotos de um dos encontros deles, que aconteceu há cerca de 20 anos. O encontro sexual não consensual aconteceu durante a festa de um milionário nos Estados Unidos.

O chamado ‘filho preferido’ da rainha Elizabeth II teria pago cerca de R$ 84.261.600,00 milhões. O valor representa R$ 70 milhões para a mulher e R$ 14 milhões para uma instituição que trabalha com atendimento à mulheres vítimas tráfico sexual.

Os advogados de Andrew teriam medo que o acordo comprasse o silêncio da mulher por apenas alguns meses. O principal ponto de atenção é que ela escreva um livro ou dê entrevistas densas para a televisão nos próximos meses reavivando o caso.

Andrew, que teve os títulos reais retirados pela mãe e não pode mais ser chamado de Sua Alteza Real, teme que as entrevistas e falas da jovem possam manchar o jubileu de platina da rainha, onde ela irá celebrar os 70 anos com a coroa do Reino Unido.

Foi alegado que os termos do acordo compraram o silêncio de Giuffre apenas por um período de tempo específico, o que poderia permitir que ela escrevesse um livro ou desse entrevistas na televisão em questão de meses.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos