As principais tendências gastronômicas para 2019

Por Marcela Zanetti

Se você tem um perfil no Instagram, sabe que comidas bonitas foram grandes fontes de inspiração para angariar likes em 2018. Desde o brunch com a hypada torrada de abacate até a sobremesa de chocolate escaldante, já ficou bem claro que a gastronomia deixou de ser uma fonte apenas de energia para quem consome qualquer tipo de comida e se tornou agora um alimento também aos olhos.

Leia mais: Cinco famosas gestantes para se inspirar

Sendo assim, nada mais justo do que prever quais alimentos irão bombar mais no ano que vem, tudo para que seu feed fique ainda mais bonito, não é mesmo? E já te adiantamos: pode deixar o abacate e o café gelado de lado, quem manda agora são as comidas asiáticas e a sustentabilidade . Estamos falando de muito tempero, proteínas que vêm da terra e um consumo bem mais consciente dos alimentos. Ficou curioso? Vem ver!

Foto: Reprodução/Instagram (@botanikafe)

Sai a torrada de abacate, entram os bowls
Se você já tomou café da manhã em algum dos restaurantes mais hypados de São Paulo, provavelmente já experimentou uma torrada de abacate, mas é hora de dar tchau para a comida mais hipster da cidade. Não nos entenda mal, ainda amamos o prato, porém os bowls com comidas visualmente apetitosas chegam com força ao cenário gastronômico. Na versão salgada, as cumbucas aceitam strogonoff, pokes e até mesmo ceviches. Se sua pegada é o doce, você pode optar por smoothies proteicos, sementes e frutas. Ideal para quem não perde uma tendência saudável.

Foto: Reprodução/Instagram (@rokuroda)

Cogumelos
Parece aleatório, mas com certeza veremos uma exaltação maior dos cogumelos a nossa volta em 2019. O alimento é rico em umami e é uma ótima opção proteica para quem está começando a deixar a carne de lado. E não estamos falando apenas do shimeji que você devora no rodízio japonês. O shitake e até mesmo o champingnon agora fazem parte de pratos elegantes e até são incorporados na salada.

Foto: Reprodução/Instagram (@komahrestaurante)

Kimchi
Na categoria: ‘comidas que você nunca pensaria em comer’, a iguaria coreana desembarca com força no Brasil, resultado do anseio por diferentes comidas asiáticas que tanto amamos. O que é? Nada mais, nada menos do que verduras (normalmente acelga) fermentada por dias (até mesmo anos!) e repletas de especiarias. Já avisamos, a pimenta vem com tudo no prato, que explodirá de sabor em sua boca.

Foto: Reprodução/Instagram (@eattoppot)

Hot Pot
Ainda surfando na onda da gastronomia asiática, o hot pot chega no melhor estilo faça você mesmo. Uma espécie de fondue taiwanês, o prato consiste basicamente de carne de porco, caldo, brotos, ovos e legumes. Do tipo de comida que te aquece de dentro para fora!


Sorvete de Hummus?

Se você é um grande fã da culinária árabe, já deve ter provado o Halawi (um doce feito a base de tahini e grão de bico). E boa notícia para quem é fã da sobremesa: Depois de sorvetes a base de abacate e banana caírem no gosto popular, o tahini chega para tomar o lugar e fazer você questionar tudo o que é salgado e doce. Aqui já estamos ansiosos para experimentar!


Levain Caseiro

De acordo com uma pesquisa do Pinterest sobre as tendências para a gastronomia do ano que vem, um dos grandes termos que cresceram em busca em 2018 (413%) foi “como fazer pão em casa”. Além disso, a técnica do levain e de pães que contam com fermentação natural também entrou no trem do hype, já que existe todo um movimento para comidas mais saudáveis para 2019.

Foto: Reprodução/Instagram (@tujurestaurante)

Sustentabilidade em pauta
E por falar em comida consciente, a sustentabilidade também terá grande destaque em 2019. Restaurantes em São Paulo como Corrutela e Tuju já reaproveitam a maioria das comidas que utilizam, além de contar com ingredientes produzidos dentro de cada casa. Isso sem falar na redução do plástico nos ambientes!

Foto: Getty images

Variações de alga marinha
Adeus couve! Quem substitui a verdura agora são as algas marinhas com aparência mais viscosa, mas que contam com tantos benefícios quanto qualquer outro verde. E não estamos falando da alga que enrola seu temaki: aqui o assunto são variações como o Kelp e Wakame (que inclusive você já encontra em alguns restaurantes japoneses). Além de entregar o umami em uma de suas formas mais intensas, elas são super nutritivas e são a representação de como você pode encontrar outras fontes de sabor na natureza.

Veja a seguir: Cinco famosas gestantes para se inspirar