Princesa Mako renuncia ao título real ao se casar com cidadão comum

·2 min de leitura

A Princesa japonesa Mako abdicou do título real depois de se casar com Kei Komuro, um cidadão comum que ela conheceu na universidade.

A princesa de 30 anos e o marido, que é advogado, decidiram renunciar a uma festa tradicional de casamento, limitando-se ao casamento civil, em Tóquio.

A princesa japonesa Mako desistiu de seu título real após se casar com o plebeu Kei Komuro. (Foto: Getty Images)
A princesa japonesa Mako desistiu de seu título real após se casar com o plebeu Kei Komuro. (Foto: Getty Images)

O casal deu uma coletiva de imprensa no Japão, mas não aceitou responder a perguntas, pois a Princesa Mako temia o teor das questões.

Isso aconteceu depois de o palácio revelar que a Princesa Mako está se recuperando de uma crise de estresse pós-traumático em função da cobertura negativa da mídia sobre seu noivado.

A Princesa Mako se tornará uma cidadã comum. Obedecendo à lei japonesa, vai abdicar da realeza e assumirá o sobrenome do marido.

A princesa recusou o pagamento de US$ 1,64 milhão feito às mulheres da família real que renunciam ao título.

A Princesa Mako foi fotografada deixando a residência imperial em Tóquio com um pequeno buquê de flores cor-de-rosa e vestindo um terninho azul-claro.

O casal foi forçado a adiar o casamento três anos atrás, após a polêmica em torno de sua união. (Foto: Getty Images)
O casal foi forçado a adiar o casamento três anos atrás, após a polêmica em torno de sua união. (Foto: Getty Images)

Ela abraçou os pais, o príncipe herdeiro Akishino e a princesa herdeira Kiko, e a irmã, Kako, antes de entrar em um carro e partir.

O casal vai se mudar para Nova York, onde Kei Komuro atua como advogado.

A Casa Imperial Japonesa só permite aos membros homens o casamento com cidadãs comuns. As mulheres devem renunciar ao título real caso queiram se casar com um plebeu.

O casal tem sido cercado por controvérsias nos últimos três anos, devido a uma disputa financeira que envolve a agora sogra da princesa, que fez com que grande parte da opinião pública fosse contra o casamento.

Eles oficializaram o noivado em 2017, anunciando a boa notícia em uma coletiva de imprensa. Mako, apaixonada, disse: "Serei feliz se puder formar uma família tranquila, cheia de amor e repleta de sorrisos".

No entanto, em 2018, eles adiaram o casamento depois de vir à tona uma disputa judicial entre a mãe de Komuro e seu ex-noivo, que alegava que ela tinha uma dívida de 35 mil dólares.

A mãe de Komuro alegou que recebeu o dinheiro como um presente, mas, este ano, Komuro pediu desculpas e disse que devolveria a quantia em nome de sua mãe.

O escândalo levou a opinião pública a se indispor com o casal. Depois, a Princesa Mako declarou que estava sofrendo de estresse pós-traumático por causa da reação das pessoas.

Agora, o casal está pronto para ir para Nova York, onde Komuro trabalha como advogado.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos