Primo de Camilla, esposa do príncipe Charles, é encontrado morto em hotel

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O empresário Charles Villiers, primo da duquesa Camilla, esposa do príncipe Charles, 73, foi encontrado morto em um quarto de hotel em Londres, na Inglaterra. Ele tinha 59 anos e, nos últimos anos, foi manchete em jornais ingleses devido ao processo de divórcio de sua ex-mulher, Emma Villiers.

Segundo o jornal The Times, o empresário estava falido e estava vivendo na casa de amigos. Ele teria passado os últimos meses em um iate de um amigo na Grécia. O dono do iate enviou Villiers para a Inglaterra, preocupado com sua saúde, para que ele pudesse ser internado.

O primo da duquesa foi encontrado sem vida em seu quarto de hotel por uma funcionária responsável pela limpeza do cômodo. Agora, as autoridades investigam a hipótese de que o empresário tenha cometido suicídio. As assessorias de Charles e Camilla não responderam aos questionamentos da imprensa britânica sobre a morte do empresário.

O caso envolvendo Villiers e sua ex-esposa ainda não havia sido concluído quando ele morreu. O processo já havia passado por cinco cortes e 20 juízes desde 2012, ano em que se separaram. O divórcio era problemático pela vontade do empresário de ter o caso julgado na Escócia, enquanto Emma queria o caso julgado na Inglaterra.