Primavera Sound tem coxinha de jaca, cerveja a R$ 15 e torneira de água de graça

SÃO PAULO, SP, 05.11.2022 - Movimentação do público durante o festival Primavera Sound, realizado no Distrito Anhembi, em São Paulo, neste sábado. (Foto: Adriano Vizoni/Folhapress)
SÃO PAULO, SP, 05.11.2022 - Movimentação do público durante o festival Primavera Sound, realizado no Distrito Anhembi, em São Paulo, neste sábado. (Foto: Adriano Vizoni/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Festival estabelecido em Barcelona, o Primavera Sound estreou em São Paulo neste sábado (5). Durante a tarde, o público que chegava para ver Arctic Monkeys e Björk aproveitou para ocupar as mesas na praça de alimentação, localizada num galpão dentro do Distrito Anhembi, há poucos metros do palco de música eletrônica.

O espaço funciona em esquema parecido ao de outros festivais de música, como o Lollapalooza -é uma mistura de restaurantes famosinhos de São Paulo, mas que não arriscam muito além do hambúrguer, cachorro-quente e pizza, grandes aliados de quem frequenta festivais de música, vendidos do lado de fora.

Os espetinhos de carne, frango, linguiça, queijo de coalho e legumes saem a R$ 15. Já o cheeseburguer, feito só com pão, carne, maionese temperada e queijo, custa R$ 28. Com bacon, o lanche sai por R$ 32. Uma opção para complementar a refeição é o cone de batata frita, vendido a R$ 24.

O cachorro-quente com salsicha, molho americano, requeijão e batata palha custa R$ 22. A opção com cheddar sobe para R$ 26.

Na praça de alimentação, é possível pedir o frango frito, nova moda em São Paulo, com molho à base de mel de jasmim e mostarda korrana, criado pelo restaurante Mr Jin Korean Pop Food especialmente para o festival e vendido a R$ 33.

Também há tacos do Los Dos Taqueria, por R$ 35, e alternativas para os que não comem carne, como a coxinha de jaca ou espinafre (R$ 14) e hambúrgueres (R$ 35) do Açougue Vegano.

Queridinhos como o Fôrno e o Nathan's Famous também vendem seus pratos -o primeiro vende quatro coxinhas de frango cremosas por R$ 35 e um cachorro-quente simples da famosa loja americana sai por R$ 30.

Para se hidratar no Primavera Sound, uma garrafinha de água custa R$ 7 -embora haja torneiras com água de graça espalhadas-, enquanto um suco de caixinha de 290 ml sai por R$ 12, mesmo preço do chá-mate, de 300 ml. Já a lata de cerveja custa R$ 15, e a de energético, R$ 16. Um copo de 269 ml de gim-tônica está sendo vendido por R$ 20.

O preço da cerveja é exatamente o mesmo da última edição do Rock in Rio, que aconteceu em setembro, e apenas R$ 1 mais caro que no Lollapalooza, realizado no primeiro semestre. Ainda assim, no festival carioca o copo de chope vinha com 50 ml a mais de bebida.