Preta Gil chegou ao hospital com enxaqueca e descobriu problema no intestino, diz Flora

***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 21.12.2022 - A cantora Preta Gil na 6ª edição do WME Awards by Music2!, em SP. (Foto: Gabriel Cabral/Folhapress)
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 21.12.2022 - A cantora Preta Gil na 6ª edição do WME Awards by Music2!, em SP. (Foto: Gabriel Cabral/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Internada desde quinta-feira (8) em um hospital da Gávea (zona sul do Rio), Preta Gil, 48, teve uma crise de enxaqueca persistente, o que fez com que os médicos recomendassem uma série de exames. A informação foi dada ao F5 por Flora Gil, mulher de Gilberto Gil, pai da cantora.

"Anteontem, a Preta estava com muita enxaqueca, foi para o hospital e voltou, porque fez ressonância e não era nada", afirmou Flora, classificando a repercussão como "maluquice". "Como a enxaqueca não passava, ela voltou ao hospital. Aí o médico resolveu fazer um check-up."

"A ressonância da cabeça não deu nada, está tudo certo. O intestino dela está preso, talvez tenha que fazer uma lavagem e depois volta para casa. Mas ela está bem, estou indo lá ver a Pretinha agora."

As notícias sobre a saúde de Preta eram bem mais alarmantes quando chegaram ao conhecimento do público. Segundo a colunista Fábia Oliveira, ela havia chegado ao hospital desmaiada e de cadeira de rodas, levada pelo marido, Rodrigo Godoy.

Flora nega que Preta tenha desmaiado. "Que desmaiou! Só se for: 'Ah, estou desmaiando de dor'. Estou desmaiando de dor é uma coisa; desmaiar é outra. Eu acho que é coisa de intestino mesmo", comentou. Ela ainda disse que Preta deve passar por uma colonoscopia.

A cantora não se manifestou sobre a internação. Nas redes sociais, suas últimas publicações são em um passeio de barco e falando sobre a estreia de um programa que comandará no canal pago GNT. O marido também não fez nenhum pronunciamento para tranquilizar os fãs.

Procurada, a unidade hospitalar onde a cantora está internada, informou em nota que não pode fornecer detalhes. "A Clínica São Vicente tem por política não divulgar informações sem autorização do paciente ou familiares", diz o texto.