Presídio onde ficavam presos da Lava Jato pega fogo

Reprodução

A antiga prisão que abrigava presos da Operação Lava Jato pegou fogo na manhã desta quarta-feira (29), na zona norte do Rio de Janeiro. O presídio José Frederico Marques é atualmente usado para triagem dos novos detentos.

De acordo com o Corpo de Bombeiros e a Secretaria de Administração Penitenciária, não houve feridos graves.

Leia também

"Cinco internos, com suspeita de inalação de fumaça, receberam atendimento médico no pátio do presídio e quatro inspetores penitenciários, também com suspeita de inalação de fumaça, foram encaminhados para o Hospital Souza Aguiar. Não há feridos graves", diz a Seap (Secretaria de Estado de Administração Penitenciária do RJ).

O incêndio começou no segundo andar da unidade. Imagens mostrando fogo saindo de uma janela daquele pavimento.

De acordo com a Seap, a unidade tem capacidade para 624 pessoas, tendo atualmente 502 presos.

Até maio de 2018, o presídio de Benfica abrigava os presos da Lava Jato, como o ex-governador Sérgio Cabral. Alguns acusados da operação, contudo, ainda estão no local.

Entre eles, está o ex-subsecretário de Saúde César Romero. Ele firmou acordo de delação premiada, mas foi preso neste mês sob suspeita de ter cobrado R$ 205 mil de um empresário para não mencionar seus atos de corrupção na colaboração à Justiça.

Da FOLHAPRESS