Presidente do Conselho Europeu propõe tratado sobre pandemias

·1 minuto de leitura
O presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, em videoconferência em 3 de dezembro de 2020

O presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, propôs nesta quinta-feira (3) a elaboração de um "tratado internacional sobre pandemias", em uma cúpula virtual sobre a covid-19 organizada pela Assembleia Geral da ONU.

"O número de epidemias se multiplicou nas últimas décadas" e "nos pegou de surpresa" com o coronavírus, afirmou.

"É, portanto, uma espécie de fracasso, e é preciso analisar as consequências e tirar lições", sugeriu.

Michel destacou que, ao mesmo tempo, o sucesso em termos de vacinas é fruto da mobilização e da solidariedade internacional.

"Diante de futuras pandemias, agora temos de perpetuar essa aproximação, estruturando nossa capacidade coletiva para antecipar, preparar e administrar esse tipo de crise. Proponho que façamos isso por meio de um tratado internacional sobre pandemias", disse.

Para ele, este tratado "deve se inscrever no âmbito da Organização Mundial da Saúde" e ter como objetivo "melhorar em todas as áreas, onde constatamos que nos interesse reforçar a cooperação".

Michel citou, sobretudo, um melhor controle dos riscos, um desenvolvimento do conhecimento e "a vigilância do aparecimento de doenças infecciosas animais, cuja transmissão ao homem constitui um grande risco epidemiológico".

Um tratado que permita, também, "financiar e coordenar melhor a pesquisa", "alertar e compartilhar melhor a informação" e "melhorar o acesso à saúde", detalhou.

"Tem que se voltar para garantir o acesso às vacinas, aos cuidados médicos e a testes para futuras pandemias" e "isto merece ser confirmado por um tratado", insistiu.

prh/lbc/rsr/tt