Show das Poderosas! Anitta e Madonna podem gravar funk

Foto: Francisco Cepeda/AgNews

Anitta realmente não está para brincadeira. Após a parceria com Pharrell Williams em “Goals”, lançada na última sexta-feira (9), a brasileira deve gravar em breve um feat de funk com ninguém menos do que Madonna. Isso mesmo, Brasil!

Durante encontro com a imprensa nesta segunda (12), a reportagem do Yahoo questionou a cantora sobre o telefonema que teria recebido da rainha do pop. A funkeira ficou surpresa com a pergunta, fez uma pausa para ganhar fôlego, e com cara de espanto, preferiu dizer que não iria responder a pergunta. Ou seja, nem negou, nem afirmou, apenas deixou no ar com uma feição de aguardem”.  O evento ocorreu em São Paulo para divulgar a série documental “Vai Anitta”, da Netflix, que estreia na próxima sexta-feira (16) e conta com seis episódios abordando a trajetória artística e pessoal.

Leia mais: Silvio deixa Claudia Leitte constrangida no Teleton

Vale salientar que Madonna recentemente curtiu um vídeo de Anitta no EMA 2018, a premiação da MTV europeia, e a pop star é uma das mais antenadas nas tendências do mercado brasileiro. Lembram quando as gêmeas Esther e Stella, apareceram cantando o hit Olha a Explosão, de MC Kevinho? Então, o mercado nacional não está tão distante dos seus olhos. As duas cantoras têm em comum o amigo Giovanni Bianco, diretor artístico que trabalhou em capas de álbuns de Madonna e em clipes da Anitta. Bom, vamos aguardar por essa de nossa Aniraa.

Veja como foi a reação da cantora:


“Se não fosse para chamar atenção, não seria artista”

Além de “Goals”, a funkeira lançou ainda outros dois videoclipes na última sexta, nos quais canta em inglês, português e espanhol. Em “Não Perco Meu Tempo”, a cantora aparece beijando 24 pessoas, entre homens e mulheres, velhos e jovens. E no hit “Veneno”, a cantora surge interagindo com cerca de 29 cobras.

“Estamos em um momento do país muito à flor da pele e a minha intenção com o clipe ”Não Perco Meu Tempo”era desproblematizar os diferentes tipo de relações. Seja entre pessoas mais velhas com pessoas novas, entre lésbicas ou de transexuais. As pessoas debatem, discutem… é importante debater, mas também é importante lidar como algo natural. Passar na rua e não se assustar com o casal diferente do estereótipo com o qual está acostumado a ver e ter como normal. Importante enxergar com naturalidade”, afirmou a cantora.

Anitta ficou surpresa, inclusive, com a repercussão do clipe ter sido sobre quantas pessoas ela beijou e não com a variedade.

“Por mais que apareça beijando diferentes tipos, o assunto de destaque não foi esse, mas sim a quantidade. Gosto muito quando faço um trabalho e as pessoas discutem sobre o assunto. As pessoas dizem: ‘ah, mas é para chamar a atenção.’ Claro, que é. Se não fosse para chamar atenção, não seria artista. Acho importante exercitarmos o fato das pessoas pensaram diferente, mas ainda sim, ninguém precisa matar ninguém por isso. Que todos possam conviver, sair, não precisam desfazer amizades por conta de divergência de opinião. Sempre que coloco algo, quero que as pessoas debatam, discutam e que todos possam pensar diferente sem se odiarem”, dissertou a funkeira.