Premiê do Japão pede para adiar Olimpíadas por um ano e diz que COI aceitou

Primeiro-ministro japonês Shinzo Abe durante entrevista. Foto: Charly Triballeu/AFP via Getty Images

O primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, conversou com o presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach, por telefone e propôs o adiamento dos Jogos Olímpicos de Tóquio. Segundo o próprio premiê japonês, o mandatário do COI aceitou o pedido. A ideia é que seja empurrado para o meio de 2021 por causa da pandemia de coronavírus.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Esportes no Google News

A informação é da emissora japonesa NHK. O relato cita que Abe argumentou a dificuldade para a preparação dos atletas diante da pandemia do coronavírus. O primeiro-ministro pontuou no papo que o COI já abriu discussões sobre os cenários possíveis para os Jogos e não descarta o adiamento.

Leia também:

Até hoje, em 124 anos de Olimpíadas da Era Moderna, a competição só não aconteceu em três ocasiões: 1916, 1940 e 1944, todas durante as grandes guerras mundiais.

Dias atrás, o vice-primeiro-ministro do Japão, Taro Aso, comentou que os Jogos Olímpicos convivem a cada 40 anos com uma maldição. Em 1940, a capital japonesa receberia os Jogos pela primeira vez em sua história. No entanto, o mundo vivia em tensão com a proximidade do início da segunda guerra mundial e os Jogos foram disputados na Finlândia.

Em 1980, na União Soviética, o mundo vivia em um momento de Guerra Fria e 66 nações (entre elas Estados Unidos e Japão) realizaram boicote e não enviaram suas delegações à Moscou. Em 2020, a pandemia de coronavírus afetou a competição.

Siga o Yahoo Esportes no Instagram, Facebook e Twitter e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.