Lindas praias e vacina contra covid: Cuba pode ser seu próximo destino dos sonhos

Colaboradores Yahoo Vida e Estilo
·8 minuto de leitura
Old Havana downtown Street - Havana, Cuba
Old Havana downtown Street - Havana, Cuba

Por Denise de Almeida

Viajar para curtir praias de água turquesa em pleno Caribe e voltar vacinado contra a Covid-19. A proposta sedutora, que parece o pacote turístico dos sonhos, pode estar perto de virar realidade em Cuba.

O país da América Central, que hoje tem quatro vacinas em fase de pesquisa, diz que irá produzir 100 milhões de doses do imunizante ainda em 2021. Com quantidade mais do que suficiente para proteger os 11,3 milhões de cubanos, a ideia é vacinar também os turistas que visitarem a ilha. A afirmação foi feita pelo diretor do Instituto Finlay de Vacinas, Vicente Vérez, em vídeo divulgado pela teleSUR TV.

Leia também

"Praias, Caribe, mojitos e vacinas, tudo em um só lugar", destaca o vídeo — que aquece o coração de quem está com saudades de viajar. Mas o fato é que, com ou sem vacina, Cuba é um destino turístico cheio de atrativos.

Além do mar exuberante, a ilha tem charmosos carros antigos, uma bela arquitetura, charutos artesanais e até Patrimônios da Humanidade. Drinques à base de rum e ritmos dançantes, como salsa, rumba e mambo, dão aquela animada nas noites e completam o roteiro.

Enquanto não vem a confirmação de quando o país poderá vacinar turistas, conheça quais são os melhores passeios para fazer em Cuba e planeje sua visita.

As construções históricas

Gran Teatro de La Habana (Foto: Getty Images)
Gran Teatro de La Habana (Foto: Getty Images)

A arquitetura dos prédios antigos de Havana não passa despercebida. No bairro de La Habana Vieja, declarado Patrimônio da Humanidade pela UNESCO desde 1982, você se depara com incríveis obras, com destaque para o Gran Teatro de La Habana, o Capitólio Nacional de Cuba e o Museo Nacional de la Revolución.

Embora não tenha um acervo tecnológico nem interativo, o museu é praticamente parada obrigatória por Havana. Lá você pode conhecer a história do país, das guerrilhas e da luta pela independência. Na escadaria principal, repare nas marcas de tiro nas paredes, feitas quando o palácio era lar de Fulgêncio Batista, o ditador deposto pelo grupo liderado por Fidel Castro e Che Guevara durante a Revolução Cubana. Se possível, faça a visita guiada.

Aproveite para caminhar por toda a região de La Habana Vieja, com suas ruas e praças cheias de história.

Praias lindas e mar turquesa

Praia de Varadero, em Cuba (Foto: Getty Images)
Praia de Varadero, em Cuba (Foto: Getty Images)

Havana, a capital cubana, não tem praia. Mas basta uma viagem de carro de duas horas para chegar a Varadero, o principal balneário do país. Com mais de 20km de faixa de areia, Varadero é uma península: um braço de terra que avança sobre o mar. Espere encontrar areias brancas e fininhas e um mar de águas quentes, transparentes e com tons de azul turquesa. Não por acaso, é lá que estão muitos dos resorts de Cuba.

Outras ótimas opções de praia no país são os chamados cayos: pequenas ilhas ideais para você curtir o melhor do Caribe. Cayo Guillermo, Cayo Largo e Cayo Coco são os principais.

Cuba, Matanzas Province, Varadero, Varadero Beach with 1958 US-made Cheverlot
Cuba, Matanzas Province, Varadero, Varadero Beach with 1958 US-made Cheverlot

Trinidad: a cidade colonial que é Patrimônio da Humanidade

Trinidad, em Cuba (Foto: Getty Images)
Trinidad, em Cuba (Foto: Getty Images)

A cidade de Trinidad esbanja um charme colonial e parece ter parado no tempo, com suas ruas de pedras e construções singelas. Para os brasileiros, ela lembra muito as cidades históricas de Minas Gerais ou Paraty, no Rio de Janeiro. Trinidad, no entanto, é bem mais velha do que todas elas: foi fundada em 1514 (mais de 150 anos antes do que Paraty, que foi surgir “apenas” em 1667).

O centro histórico de Trinidad é Patrimônio Cultural da Humanidade e a vida noturna da cidade é bem animada, com muitas opções de bares e restaurantes funcionando ao som dos ritmos cubanos. Praias paradisíacas completam a lista de passeios na região.

O clima é um pouco mais ameno do que em outras regiões do país: as temperaturas em Trinidad costumam variar de 16°C a 25°C.

Patrimônio da Unesco (Foto: Getty Images)
Patrimônio da Unesco (Foto: Getty Images)

Animação cubana

Looking up at green beamed ceiling, blue walls and memorabilia
Looking up at green beamed ceiling, blue walls and memorabilia

Rumba, mambo, salsa e outros ritmos dançantes são a cara de Cuba. Para completar o pacote de animação da ilha, peça um drinque à base de rum para acompanhar. Há opções para todos os paladares e bolsos. As principais opções são mojito, daiquiri, cuba livre e piña colada.

Os bares mais famosos de Havana são La Bodeguita del Medio e El Floridita. Ambos tinham como cliente cativo o escritor Ernest Hemingway, que adotou a ilha como moradia depois da Segunda Guerra Mundial. No La Bodeguita, que tem as paredes repletas das assinaturas de quem já visitou o lugar, um quadro guarda uma frase escrita pelo norte-americano: "Mi mojito en La Bodeguita, mi daiquirí en El Floridita" ("o meu mojito na La Bodeguita, o meu daiquiri no El Floridita").

A vida badalada de Cuba (Foto: Artur Widak/NurPhoto/Getty Images)
A vida badalada de Cuba (Foto: Artur Widak/NurPhoto/Getty Images)

Os rooftops de hotéis maiores, principalmente em La Habana Vieja, também são boa pedida para tomar um drinque com uma bela vista da cidade.

Passeios nos charmosos conversíveis

Os carros antigos em Havana, Cuba (Foto: Getty Images)
Os carros antigos em Havana, Cuba (Foto: Getty Images)

Você vai ver muitos carros antigos circulando pelas ruas. Alguns dos modelos mais charmosos e conservados servem de transporte para um passeio bem popular entre turistas: o tour dentro dos carros conversíveis (descapotables, para os locais). Eles são feitos em veículos dos anos 1950 e os motoristas são também guias turísticos, contando sobre a história local.

Fábrica de charutos

Real Fabrica De Tabacos Partags
Real Fabrica De Tabacos Partags

Como lar dos mais famosos charutos do mundo, Cuba tem também fábricas abertas a visitação. A maior delas é a Real Fábrica de Tabacos Partagás. Além de descobrir o passo a passo da produção dos chamados habanos, você conhece curiosidades e pode comprar alguns exemplares como souvenir ou presente da sua viagem.

Cuba na pandemia

Segundo o levantamento da Universidade John Hopkins, Cuba teve 34 mil casos de covid-19 no país até agora e registrou apenas 244 mortes pela doença (dados até 10/02/2021). As fronteiras de Cuba estão atualmente abertas a brasileiros, mas é preciso ficar atento às regras para entrada no país durante a pandemia. Por enquanto, é preciso:

- visto de turismo (chamado de tarjeta turística, você pode solicitar nos consulados de Cuba no Brasil)

- passaporte válido

- apresentar um teste negativo do tipo RT-PCR, feito no máximo 72h antes da chegada à ilha.

- ao desembarcar no país, um novo teste RT-PCR é realizado, gratuitamente. Enquanto aguarda o resultado do novo teste, o turista deverá ficar isolado no hotel.

- ter um seguro saúde com cobertura à covid-19 ou adquirir um seguro ao chegar ao país (por US$ 30).

- apresentar o Certificado Internacional de Vacina de Febre Amarela.

Como as regras de entrada no país podem mudar, consulte o site do Ministério do Turismo de Cuba antes de viajar: www.mintur.gob.cu

SERVIÇO

Quando ir? Com bastante calor o ano inteiro, a melhor época para ir a Cuba é de dezembro a abril, no inverno deles, quando as temperaturas costumam variar de 17°C a 30°C. Já o verão no país, além de registrar um calor mais extremo, é a época mais chuvosa. Fique atento também à temporada de furacões no Caribe, que vai de junho a novembro. Os meses com maior risco de furacões são agosto e setembro.

Dinheiro: Cuba era conhecida por ter duas moedas correntes oficiais: o CUP (peso cubano) e o CUC (peso cubano conversível). O CUC, que custava cerca de 1 dólar americano, era usado por turistas, enquanto o CUP, que equivalia a cerca de 25 dólares americanos, era usado por residentes. Tudo isso mudou no começo de 2021, com a unificação da moeda cubana. Agora, desde 1º de janeiro, a moeda local é apenas o CUP, com cotação de 24 CUP para cada dólar. Você pode trocar seu dinheiro nas CADECA, as casas de câmbio oficiais espalhadas pelo país. Lembre-se de trocar novamente o dinheiro na saída do país, já que a moeda cubana não tem validade em outros países.

Cartão: É recomendável levar dinheiro em espécie na viagem, já que não é todo comércio que aceita cartão — e se seu cartão for emitido por um banco dos Estados Unidos, nenhuma maquininha do país aceitará. Mais informações no site do Banco Central cubano: https://www.bc.gob.cu/

Internet: Para ter internet no país, o turista deve comprar cartões chamados Tarjeta de Navegación. Com eles, você consegue acessar as redes de wi-fi estatais, disponíveis em pracinhas públicas, e também o wi-fi das áreas comuns do seu hotel. Compre seu cartão, com acesso de 30 minutos, 1h ou 5h, em pontos de venda autorizados pela ETECSA, a estatal de telecomunicações do país. Eles custam de US$ 0,50 a US$ 5, de acordo com a duração escolhida. Só não espere uma conexão veloz, como está acostumado no Brasil.