Príncipe William contraiu Covid-19 em abril

Por Michael Holden
·1 minuto de leitura
Britain's Prince William, Duke of Cambridge wears a face mask as he visits St. Bartholomew's Hospital in London, to mark the launch of the nationwide 'Hold Still' community photography project on October 20, 2020. (Photo by Matt Dunham / POOL / AFP) (Photo by MATT DUNHAM/POOL/AFP via Getty Images)
Britain's Prince William, Duke of Cambridge wears a face mask as he visits St. Bartholomew's Hospital in London, to mark the launch of the nationwide 'Hold Still' community photography project on October 20, 2020. (Photo by Matt Dunham / POOL / AFP) (Photo by MATT DUNHAM/POOL/AFP via Getty Images)

Por Michael Holden

LONDRES (Reuters) - O príncipe William, do Reino Unido, contraiu Covid-19 em abril, em um momento próximo ao seu pai, príncipe Charles, herdeiro do trono, afirmou uma fonte próxima ao Palácio de Kensington.

William, 38, neto da Rainha Elizabeth e segundo na linha de sucessão para o trono britânico, manteve o diagnóstico secreto porque não quis alarmar o país, afirmou o jornal The Sun, que publicou a notícia primeiro.

“Havia coisas importantes acontecendo e eu não queria preocupar ninguém”, teria dito William, segundo o jornal, a um observador durante um compromisso.

Ele foi tratado por médicos do palácio e seguiu as diretrizes do governo ao se isolar na casa da sua família em Anmer Hall, Norfolk, leste da Inglaterra, disse o jornal, acrescentando que ele participou de 14 compromissos por vídeo e telefone durante abril.

“William foi bem afetado pelo vírus --realmente o abalou. Em certo momento, ele tinha dificuldade para respirar, então obviamente todo mundo ao seu redor entrou em pânico”, disse uma fonte anônima ao The Sun.

O Palácio de Kensington se recusou a comentar oficialmente a história, mas não negou a reportagem do The Sun.