Príncipe Philip fez mais para salvar o casamento de Charles e Diana do que o próprio filho, diz mordono real

·1 minuto de leitura
FILE - This Nov. 7, 1985 file photo shows Britain's Prince Charles with his wife Princess Diana in front of Lodge Canberra, Australia. It has been 20 years since the death of Princess Diana in a car crash in Paris and the outpouring of grief that followed the death of the “people’s princess.”  (AP Photo, File)
Príncipe britânico Charles e Princesa Diana. Foto: Associated Press

O príncipe Philip agiu como uma figura paterna para Diana ao longo de seu casamento com o príncipe Charles, chegando até a o chamar de "pai querido", segundo fontes ouvidas pelo jornal The Sun. De acordo com o ex-mordomo real Paul Burrell, o duque de Edimburgo fez mais para salvar o casamento do filho do que o próprio. 

Foi Philip que encorajou Charles a pedir a mão de Lady Di, agindo, assim, como uma espécie de "conselheiro matrimonial" para o casal que já sentia o casamento arruinar, resultando no divórcio em 1992.

Leia também

“O príncipe Philip provavelmente fez mais para salvar o casamento do que o príncipe Charles, mesmo que tenha usado luvas de ferro numa situação que exigia luvas de criança”, disse Paul. 

Philip mais tarde se afastou de Diana, cujo comportamento ele sentia ser prejudicial à monarquia. Mas, anos depois, recebeu o crédito por ter Harry e William sob sua proteção, após a morte de sua mãe em 1997.

Quando William hesitou em andar atrás do caixão da mãe no funeral, Philip perguntou: "Se eu andar, você vai junto comigo?".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos