Príncipe Harry: escondi histórias sobre meu irmão e meu pai

LONDRES (Reuters) - O príncipe britânico Harry disse ao jornal Telegraph que não incluiu tudo o que aconteceu entre ele, o irmão e o pai em suas memórias porque "nunca o perdoariam", acrescentando que tem material suficiente para outro livro.

No livro "Spare", publicado na terça-feira, Harry revela dificuldades na relação com o restante da família, especificamente com o príncipe William e o rei Charles.

Harry detalha a tensão de longa data entre ele e seu irmão, que culminou com o dia em que William, o herdeiro do trono, o derrubou no chão durante uma discussão em 2019 sobre a esposa norte-americana de Harry, Meghan.

Na entrevista ao Telegraph publicada nesta sexta-feira, Harry disse que um primeiro rascunho de 800 páginas do livro foi reduzido para pouco mais de 400 páginas, e que ele compartilhou alguns incidentes com seu ghostwriter, J.R. Moehringer, sem intenção de vê-los publicados.

"Poderia ter sido dois livros, digamos assim", disse ele ao jornal.

O príncipe disse que era impossível contar sua história sem incluir revelações sobre os outros membros da família.

"Mas há algumas coisas que aconteceram, especialmente entre mim e meu irmão, e até certo ponto entre mim e meu pai, que eu simplesmente não quero que o mundo saiba", disse ele na entrevista.

"Porque eu não acho que eles me perdoariam. Agora, você poderia argumentar que algumas das coisas que eu coloquei lá, bem, eles nunca vão me perdoar de qualquer maneira."

Os porta-vozes da família real não comentaram nenhuma das afirmações feitas no livro ou na série de entrevistas que Harry deu para promover a obra.

(Reportagem de Paul Sandle)