Príncipe Harry, Elton John e outros acusam Daily Mail de escutas telefônicas

Príncipe britânico Harry

LONDRES (Reuters) - O príncipe britânico Harry, o cantor Elton John e outros indivíduos iniciaram uma ação legal contra a editora do jornal Daily Mail, alegando escutas telefônicas e outras violações de privacidade, informou um escritório de advocacia do grupo nesta quinta-feira.

A Associated Newspapers, editora por trás do Daily Mail, The Mail on Sunday e Mail Online, não respondeu imediatamente aos pedidos de comentários.

O grupo inclui as atrizes Elizabeth Hurley e Sadie Frost, o cineasta e parceiro de Elton John, David Furnish, e Doreen Lawrence, mãe do adolescente negro Stephen Lawrence assassinado em um ataque racista em 1993.

Os indivíduos estão cientes de evidências que apontam violações de privacidade por parte da Associated Newspapers, incluindo a colocação de dispositivos de escuta dentro dos carros e casas das pessoas, bem como invadindo chamadas telefônicas privadas, disse o escritório de advocacia Hamlins em comunicado.

As relações de Harry e sua esposa Meghan com a imprensa tabloide britânica se deterioraram depois que eles se casaram em 2018. O casal disse anteriormente que não teria "nenhum envolvimento" com quatro grandes jornais britânicos, incluindo o Daily Mail, acusando-os de cobertura falsa e invasiva.

O casal também citou a intrusão da mídia como um fator importante em sua decisão de deixar os deveres reais e se mudar para os Estados Unidos.

(Reportagem de Michael Holden)