Príncipe Harry e Meghan Markle chegam à África do Sul para primeira viagem após nascimento do filho

Agência


O príncipe Harry e Meghan Markle iniciaram nesta segunda-feira, 23, sua primeira viagem internacional desde o nascimento do primeiro filho. Eles estão na África do Sul, onde Harry lembrou da aproximação do casal em Botswana e de sua mãe, Diana, em Angola.
Meghan só teve um compromisso oficial desde que teve Archie, em maio.
O duque e a duquesa de Sussex devem se encontrar com o arcebispo Desmond Tutu, ícone da luta contra o apartheid, e com outros dignitários na África do Sul, mas preferiram começar a viagem em uma favela conhecida como a ‘capital do assassinato’ do país. Nyanga, situada a cerca de 20 quilômetros da Cidade do Cabo, registrou 289 assassinatos no período 2018/19, mais do que qualquer outra delegacia.
O casal real visitará o Escritório de Justiça, um grupo que ensina autodefesa e empoderamento a crianças vulneráveis, muitas das quais sofreram traumas - habilidades cruciais em um local no qual milhares de pessoas vivem espremidas em uma área insalubre de barracos de estanho e madeira e onde a violência é uma realidade cotidiana.
Antes da chegada do casal, uma pequena multidão de aproximadamente cem pessoas se reuniu diante da igreja cantando e dançando ao som de uma banda de marimba, enquanto jornalistas locais e internacionais disputavam posições. Crianças, algumas delas em idade de berçário, vestiam camisetas brancas do Escritório de Justiça com as palavras “Não sou jovem demais para ser ouvido”.
Harry, neto da rainha Elizabeth e sexto na linha sucessória ao trono, visita o sul da África há duas décadas para passar férias e realizar trabalhos de conservacionismo.





No perfil oficial da família Sussex, uma série de fotos do segundo dia do tour. "O duque e a duquesa juntaram-se aos jovens sul-africanos e ao Waves For Change para se concentrar na saúde mental e participar da 'terapia do surf'. Centenas de jovens dos municípios da Cidade do Cabo se reúnem toda semana na praia de Monwabisi para surfar, mas também compartilham histórias com mentores e conversam sobre os desafios diários que enfrentam", diz a legenda no Instagram.