Por que você tem pelos encravados depois de depilar?

Foto: Getty Images

Eu acho que estou sendo enganada pelas ceras brasileiras. Eu costumava me raspar, mas só fui entender a dor de ter pelos encravados quando comecei a usar regularmente a cera brasileira, há dois anos atrás.

Já conhece o Instagram do Yahoo Vida e Estilo? Segue a gente!

Cortes com a lâmina foi o que me convenceu a tentar usar a cera para remover os pelos, em primeiro lugar. Fui ao primeiro atendimento, esperando sair de lá sem pelos, toda lisinha e me sentindo livre. Bem, eu me senti assim por um tempo, até que comecei a sentir os pelos encravados depois de cada sessão de depilação com cera. Na verdade, meus pelos encravados me incomodam mais do que a dor da cera em si.

Existem algumas razões para os pelos encravados aparecerem. A fundadora da Uni K Wax, Noemi Grupenmager, diz que a cera feita com produtos químicos que irritam a peles, o uso de cera muito quente e uma técnica falha de depilação são as causas mais comuns para o surgimento dos pelos encravados. Ah, e vestir roupas apertadas sempre também influencia.

“Uma técnica que falha é quando a depiladora quebra o fio do pelo rente à pele, em vez de removê-lo pela raiz, o que pode tornar a pele mais propensa a ter pelos encravados”, explica ela.

Todas as minhas sessões de depilação começam com a minha depiladora me perguntando se eu esfoliei a pele. Eu tento convencê-la do que eu esfoliei sim (às vezes até duas vezes por dia), mas sinceramente acho que ela nunca acredita em mim. Sério, eu estou pensando em tirar uma foto de todos os produtos esfoliantes que tenho no meu box só para provar que estou falando a verdade.

Leia mais: Mulheres criam sex shop focado no prazer feminino

Para deixar registrado, sim, eu faço esfoliação entre as sessões de depilação e até uso produtos para a pele que são especificamente formulados para prevenir e tratar os pelos encravados. Apesar de todo o esforço que dedico à minha rotina de cuidados com a pele, ainda acabo com pelos encravados, bem doloridos e enormes.

Então, por que a minha região da virilha parece uma parede de pedra em um apartamento ruim de Nova York que já pensei em alugar? Procurei uma dermatologista certificada, a Dra. Melanie Palm, para encontrar uma resposta.

Primeiro, ela confirma que é importante esfoliar regularmente entre uma sessão de depilação e outra. “Usar um esfoliante suave entre uma sessão e outra é a maneira mais eficaz de evitar que os pelos encravem”, explica ela. “Usar um produto de limpeza de gel, em loção ou uma solução que contenha ácido glicólico, láctico ou salicílico é a melhor opção.”

E se você ainda assim tiver pelos encravados, mesmo depois de fazer regularmente a esfoliação? A genética pode ser a culpada. “Você talvez esteja seguindo perfeitamente o que o salão indicou fazer na hora da esfoliação, mas os pelos encravados são muito mais prováveis de aparecer em quem tem o pelo grosso e crespo”, explica ela. “O pelo liso não vai tão fundo na pele, mas os que tem uma textura mais grossa correm mais risco de encravar ao longo da virilha.”

Às vezes, porém, o que você acha que é um pelo encravado é, na verdade, um problema mais sério, como foliculite, infecções por estafilococos ou até mesmo um cisto recorrente. A Dra. Palm diz que a foliculite ou a infecção por estafilococos pode ser tratada com peróxido de benzol, mas em casos mais sérios é preciso o uso de um antibiótico prescrito ou um tratamento mais aprofundado com um médico. Cistos, ela diz, precisam de tratamento tópico e oral.

Leia mais: Óleo extraído da maconha é aposta da indústria cosmética para a pele. Saiba mais

Ok, então como posso me recuperar do dano e me livrar do pelo encravado que está me incomodando ao encostar na costura da minha calcinha nesse exato momento? A realidade é que a única maneira de realmente se livrar de um pelo encravado é removê-lo permanentemente com a depilação a laser. No entanto, a Dra. Palm diz que você pode reduzir a inflamação usando um esfoliante químico como o ácido salicílico, que ajuda a acelerar o ciclo de renovação da pele e desencravar os pelos”.

“Em casos mais sérios, pode ser necessária a aplicação de injeção de esteroide diluído, pelo seu médico, ou um curto período de uso de antibiótico oral da família da tetraciclina para reduzir a inflamação, mas não para combater uma infecção”, explica ela.

Tudo bem, eu posso estar sem pelos pelo corpo, mas a menos que eu esteja disposta a desembolsar um bom dinheiro para fazer a depilação a laser, minha virilha nunca vai estar 100% lisa. Mas sabe de uma coisa? Eu vou comprar aquele maiô cavado da Amazon, de qualquer jeito.