Por que Valkyrie Elysium largou o combate por turnos?

A série Valkyrie Profile, tradicionalmente, tinha combate por turnos, mas, em Valkyrie Elysium, a Square Enix mudou a fórmula e trouxe um RPG de ação ao mercado. Por que?

Bem, conversamos com o produtor Takahiro Kondo e ele nos explicou a alteração na abordagem de gameplay. "Comparado aos títulos Valkryie anteriores, as recentes tendências no mercado de games parecem indicar que jogadores preferem títulos com um passo mais acelerado", contextualiza. "Baseado nisso, escolhi o gênero de RPG de ação, e não por turnos, para essa nova adição à franquia Valkyrie."

O desenvolvedor também explica que com a mudança de gênero, "o gameplay nos permitiu ter batalhas tridimensionais velozes com a Corrente Anímica, bem como elementos estratégicos ao utilizar o Reforço (a adição de um atributo elemental) -- que é ativado ao invocar um Einherjar -- para mudar o atributo da Valkyrie e explorar as fraquezas dos oponentes".

Apesar de certa similaridade com o ritmo de alguns hack n' slash modernos, como Devil May Cry 5, o Kondo garante que não houve inspiração em fontes externas. A grande causa da mudança foi justamente o apreço dos jogadores contemporâneos por um ritmo mais veloz.

Valkyrie Elysium já está disponível para PS4 e PS5, e chega para PC (via Steam) em 11 de novembro de 2022. Para mais, saiba o que achamos de Valkyrie Elysium no nosso teste inicial do game da Square Enix.

Inscreva-se no canal do IGN Brasil no Youtube e visite as nossas páginas no TikTok, Facebook, Twitter, ...

Por que Valkyrie Elysium largou o combate por turnos?
Leia Mais