Por que Quentin Tarantino se recusou a trabalhar na Marvel?

Quentin Tarantino no painel da Secret Network durante a
Quentin Tarantino no painel da Secret Network durante a "NFT.NYC at Neuehouse" em novembro de 2021 em Nova York. (Foto: Noam Galai/Getty Images)

O cineasta Quentin Tarantino revelou que não aceitaria comandar um dos filmes da Marvel. Depois de Martin Scorsese expor suas frustrações com o estúdio, o diretor explicou os motivos de não aceitar uma proposta de Kevin Feige.

“Você precisa ser contratado para fazer essas coisas”, disse Tarantino em entrevista ao "LA Times". “Eu não sou uma mão de obra contratada. Não estou procurando emprego”.

Críticas

Atualmente o diretor está promovendo seu novo livro de ensaios, "Cinema Speculation". No texto, ele criticou os live-actions de super-heróis que estão dominando o audiovisual.

De acordo com Tarantino, ele mal pode esperar pelo dia em que o gênero perca popularidade como os musicais de estúdio perderam força em 1960. “A analogia funciona porque é um estrangulamento semelhante”, declarou.

Tarantino nega ter plagiado ideia de Kanye West

Em entrevista ao podcast "Piers Morgan Uncensored", Kanye West declarou que havia criado o conceito do "Django Livre" (2012) e Quentin Tarantino roubou a ideia e aplicou no longa estrelado por Jamie Foxx.

Segundo o rapper, ele tentou convidar o cineasta para dirigir o clipe da música "Gold Digger", do disco "Late Registration" (2005). Entretanto, Tarantino acabou ficando fora do projeto e aplicado no longa vencedor do Oscar.

Tarantino negou o roubo, mas admitiu que realmente conversou com Kanye sobre o clipe. "Ele tinha uma ideia para um clipe, acho que era para 'Gold Digger', no qual ele seria um escravo. E o vídeo todo seria pegar essa narrativa da escravidão, com ele cantando Gold Digger. Era uma ideia engraçada. Muito, muito engraçada”, explicou em entrevista ao talk show de Jimmy Kimmel.

“Um clipe engraçado sobre escravos?”, questionou o apresentador. “Era para ser algo irônico. Como se fosse um grande musical, com um orçamento alto, mas com Kanye com um traje simples de escravo e precisando fazer várias coisas. Mas acho que ocorreram muitas conversas contrárias a essa ideia”, esclareceu o diretor.