Por que George Clooney colocou Russell Crowe em sua lista de inimigos

Rafael Monteiro
·2 minuto de leitura
George Clooney e Russell Crowe: inimigos há mais de uma década (reprodução)
George Clooney e Russell Crowe: inimigos há mais de uma década (reprodução)

Além de dizer que presentou amigos com US$ 1 milhão cada, George Clooney fez outra importante revelação em entrevista à GQ: o ator considera Russell Crowe um dos seus piores inimigos. Para entender isso, precisamos de um pouco de contextualização.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Tudo começou com uma declaração de Russell Crowe à mesma revista, em 2005. Na época, o ator australiano disparou contra Clooney e outras lendas do cinema, como Robert de Niro e Harrison Ford, por causa de anúncios publicitários.

Leia também

"Não faço anúncios de ternos na Espanha como George Clooney ou cigarros no Japão como Harrison Ford ou o comercial da American Express (feito por De Niro). Para mim, é um tipo de sacrilégio - é uma contradição completa da porra do contrato social que você tem com seu público", falou o astro de Gladiador.

Em 2013, Clooney reagiu ao comentário em entrevista à Esquire, contando que recebeu um pedido de desculpas de Crowe - que foi prontamente recusado. "[Russell] me enviou um livro de poemas para se desculpar por ter me insultado profundamente, o que ele fez. Ele escolheu uma briga comigo. Ele começou sem nenhum motivo", lamentou o estadunidense.

Como resposta, George caçoou da banda do australiano, '30 Odd Foot of Grunts', dizendo que pensava em montar também um grupo musical com De Niro e Ford. "E eu fiz uma declaração dizendo: 'Ele provavelmente está certo. E estou feliz que ele nos disse, porque Bob, Harrison e eu também estávamos pensando em formar uma banda, o que também seria considerado um mau uso da fama'. E foi então que ele realmente explodiu comigo", revelou ainda.

Em 2020, quinze anos depois da provocação de Crowe, Clooney provou em entrevista à GQ que não se esquece dos seus desafetos. "Do nada, ele diz tipo, 'Não sou um vendido como Robert De Niro e Harrison Ford e George Clooney’. Eu fico tipo 'De onde diabos veio isso?'”, reclamou, acrescentando outros dois inimigos da lista: o guia de programação TV Guide e um crítico de cinema do Washington Post que sugeriu que o filme 'Confissões de uma Mente Perigosa' (2002) havia sido dirigido por Steven Soderbergh - e não por Clooney, como consta nos créditos.

Ouça o Pod Assistir, o podcast de filmes e séries do Yahoo:

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube