Por que Eddie Murphy vetou Michael B. Jordan de 'Um Príncipe em Nova York 2'

Rafael Monteiro
·1 minuto de leitura
Michael B. Jordan e Eddie Murphy: veterano achou melhor não contar com o ator em sequência de
Michael B. Jordan e Eddie Murphy: veterano achou melhor não contar com o ator em sequência de "Um Príncipe em Nova York" (reprodução)

Michael B. Jordan foi cotado para o elenco de "Um Príncipe em Nova York 2", mas acabou tendo o nome barrado por Eddie Murphy. O fato foi revelado pelo próprio veterano do humor em entrevista ao New York Times.

De acordo com Murphy, que volta a interpretar Akeem Joffer na sequência do clássico de 1988, a ideia partiu do seu amigo cineasta Ryan Coogler, também muito próximo de Jordan.

Leia também:

“O Coogler teve a ideia do Michael B. Jordan viver o meu filho, mostrando ele em busca de uma esposa em Nova York. Mas aí o filme seria sobre o filho e também já tínhamos contado essa história”, disse o ator de 59 anos.

A conversa com o diretor aconteceu antes mesmo do segundo filme ser confirmado. Coogler dirigiu Jordan em três filmes: "Fruitvale Station" (2013), "Creed" (2015) e "Pantera Negra" (2018).

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

O novo "Um Príncipe em Nova York" também contará com Arsenio Hall novamente na pele de Semmi, assessor pessoal da realeza. O longa mostrará o filho do personagem de Murphy, mas ele será interpretado por Jermaine Fowler.

Ouça o Pod Assistir, podcast de filmes e séries do Yahoo:

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.