Solitário na quarentena? Por que é cilada retomar contato com ex?

Ava Freitas
·2 minuto de leitura
Couple conflict concept. Woman crying hand ripping photo of the couple vector illustration. portrait of happy spouses or picture with family memories. Concept of breakup or divorce
Por que é cilada retomar contato com ex? Foto: Getty Images

Você está desde março em casa, com vida social zerada ou reduzida. Abre o WhatsApp, desliza a tela e dá de cara com a última mensagem trocada com o ex. Em um momento como o que estamos vivendo, ia ser bom um chamego conhecido, certo? Se parou para pensar, pense mais um pouco.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

“O isolamento mobilizou o sentimento de carência. Quando ele chega em níveis extremos, a pessoa acaba não diferenciando um contato de qualidade de um que não é”, afirma Iracema Teixeira, mestre em sexualidade humana, doutora em psicologia e membro da Sociedade Brasileira de Sexualidade Humana.

Leia também

Fantasia de controle

Com o mundo de pernas para o ar – sensação bastante conhecida por nós em 2020 – pode parecer mais fácil retomar o contato com alguém já conhecido do que se aventurar em novas relações. Mas a psicóloga alerta que, quando a carência bate, a chance é maior de nos metermos em relações tóxicas.

“A verdade é que se trata de uma fantasia de controle, de que há mais garantias em uma situação conhecida”, diz Iracema.

Nada de expectativas

Se mesmo com essa reflexão em mente, você ainda se sente impelido a mandar um “oi, sumido”, mantenha os pés no chão. “Se o indivíduo reconhece a própria carência, a expectativa fica restrita naquela situação e não a projetos futuros”, fala Iracema.

Para a psicóloga, ainda que você esteja movido a boas lembranças, é preciso ter em mente que o mais provável é que a retomada não dê em nada. “A exceção é dar certo. A maioria das vezes é apenas repetição do padrão anterior.”

O que Iracema quer dizer com isso? Por exemplo, se o casal se separou por infidelidade e as razões – sentimentos, motivações – não foram esclarecidos, é provável que o assunto volte à tona.

Pense mais um pouco

Se você se segurou até aqui, que tal procurar RAZÕES para não procurar o ex. Fazer uma lista do que era ruim na relação e dos problemas enfrentados é uma boa ferramenta. “Coloque no papel mesmo. Ao fazer isso, você ativa áreas do cérebro que o farão pensar com mais clareza, mesmo estando carente”, explica Iracema. E evite a todo custo fuçar nas redes sociais do ex.

Espante a solidão

Para a psicóloga, o distanciamento social não precisa significar solidão. “Marque encontros virtuais com amigos os familiares ou em espaços abertos, tomando os cuidados que o momento pede. O distanciamento social não precisa significar solidão.”

Por fim, ela alerta para casos em que o indivíduo está em busca de preencher um vazio a qualquer custo. “Se for esse o caso, a ajuda de um profissional é sempre bem-vinda”, finaliza a psicóloga.

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube