Poodle abandonado passou tanta fome que desaprendeu a comer

Redação Vida e Estilo

Além das situações depreciativas que cães abandonados passam nas ruas, a fome é um dos maiores problemas para esses bichinhos. Um caso que ocorreu em Tampa, na Flórida, é a comprovação de que a falta de alimentos pode causar sérios danos a esses animais.

Leia mais: Mulher deixa cachorro sem comer por um mês para se vingar de ex

Em junho, uma mulher andava pelas ruas da cidade e viu um poodle extremamente magro. Ela entrou em contato com Senior Paws Sanctuary para que fossem resgatar o cão. Quando chegaram, eles encontraram não um, mas três animais quase morrendo de fome.

O poodle era o que estava mais debilitado e recebeu o nome de Beni. Além de estar esquelético, descobriu-se que ele tem diabetes, um tumor em uma das patas, infecção de pele e perdeu a maior parte de seus pelos.

Com tantos problemas, a solução era sacrificar Beni, mas o abrigo resolveu insistir em sua recuperação. “Ele não sabia mais como comer. Ele colocava a comida na boca, mas não sabia como comer. Se ele engolia, seu corpo não conseguia processar os alimentos”, disse Goldsberry, que ajudou na recuperação de Beni.

Milagrosamente, após o tratamento com um veterinário, o cão começou a se recuperar e passou a viver com Goldsberry junto com 26 outros animais resgatados. “Agora conseguimos alimentá-lo, mas temos que ter cuidado com a quantidade de comida que damos a ele porque ele pode vomitar tudo. Ele também recusa água. A maioria dos diabéticos precisam de muita água, mas ele apenas não quer”.

Mas é possível notar sua vontade de sobreviver. “Acho que ele percebeu que agora tem pessoas que se importam com ele. Ele começou a comer e a beber aos poucos”. Sua saúde está melhorando a diabete está estabilizada, assim como seus pelos voltaram a crescer. Mas quando removeu o tumor em sua pata, o veterinário descobriu más notícias: Beni está com um câncer terminal.

Leia mais: Machucada e sem pelos, cadela abandonada passa por linda transformação

“Existem cinco estágios e ele está no estágio três. Tentamos fazer cada dia especial para nossa pequena ‘bênção’ e vamos cuidar e amar Beni pelo resto de sua vida”.