Após deixar a Record, Andressa Urach evita falar de política: “Votar certo”

·2 min de leitura
Andressa Urach rompeu com a Universal e a Record em 2020 (reprodução / instagram @andressaurach)
Andressa Urach rompeu com a Universal e a Record em 2020 (reprodução / instagram @andressaurach)

Resumo da notícia

  • Andressa Urach fez revelações sobre política em live com o Yahoo!

  • A modelo e empresária foi apresentadora da TV Record por quase cinco anos

  • Sócia do Miss Bumbum ela fala de saúde mental e cuidados com bem estar

Andressa Urach está com a agenda cheia de trabalhos por conta do Miss Bumbum Brasil e não tem se aprofundado com as decisões que o comando do país tem tomado atualmente. Em live com o Yahoo! ela contou que inclusive não se aprofunda quando o assunto é política, principalmente após deixar a RecordTV.

Desde que deixou a emissora, que é supostamente apoiadora do Governo Federal, ela não tem mais falado de política e não revela se é apoiadora do presidente Jair Bolsonaro. “Se não pudermos ajudar, não podemos atrapalhar. Precisamos votar certo na próxima eleição. Às vezes escolhemos certo ou errado, mas é acreditando em um Brasil melhor. Então é difícil. Política, como religião, dá muita discussão e como não entendo muito bem sobre prefiro não falar (risos). Não quero atrapalhar o trabalho dos outros”, avalia.

Leia também

Urach contou também que não tem conseguido nem ver os jornais para saber o que está acontecendo no legislativo e executivo. “Está mostrando muitas mortes, muitas coisas ruins, e não tenho assistido. Estou com muitos compromissos e acabo nem sabendo. Fico me informando quando meu marido me conta ou as pessoas que estão ao meu redor me contam”, explica.

Mesmo sem se aprofundar nas ações, ela lembra que é atualizada constantemente do que acontece. “Às vezes meu marido me conta o que passou no jornal, as pessoas da minha equipe me atualizam. Mas nem por isso deixo de me cuidar como cidadã para não contaminar ninguém. Sigo os protocolos de segurança como o uso de máscara e a higienização das mãos, além de não promover nenhuma aglomeração. Nem no meu casamento aglomerei”, conta.

Quer limpar a mente

Diagnosticada com borderline desde o ano passado, Andressa tem buscado se ocupar com coisas mais leves. Uma das características da doença é a brusca mudança de humor. “Temos que observar com o que alimentamos nossa mente, ficar vendo muita tragédia não faz bem para a saúde mental”, alerta.

Para conter as emoções, Urach não dispensa ajuda profissional. “Quando houve o rompimento com a igreja foi muito difícil pra mim. Fui parar no hospital e faço tratamento psiquiátrico. É um acompanhamento com medicação para estabilizar meu humor. Ainda bem que a medicina está aí para nos ajudar”, agradece.

Com a ajuda dos químicos, e da religião, ela se considera uma nova mulher. “Faço terapia sempre, precisei. E se Deus não tivesse mudado essa Andressa, não teria tanto equilíbrio para falar sobre assuntos tão delicados”, conclui.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos