Polícia perde dados do suspeito de ataque a Cristina Kirchner ao tentar desbloquear celular

A polícia argentina acidentalmente apagou dados do celular do suspeito do atentado contra Cristina Kirchner ao tentar desbloquear o aparelho